Murais com grafites no viaduto da Conceição são sobrepostos por vandalismo

Murais com grafites no viaduto da Conceição são sobrepostos por vandalismo

Trabalho dos artistas Lucas Anão Vernieri e Alan Vieira homenageava a dupla Gre-Nal

Christian Bueller

Pintura de Renato Portaluppi foi pichada; o mesmo acontece em imagem referente ao Inter

publicidade

Nem mesmo a junção da arte urbana com as maiores paixões futebolísticas dos porto-alegrenses consegue inibir a ação dos vândalos na Capital. Inaugurados em junho de 2021, os pilares pintados com a técnica de grafite representando a dupla Gre-Nal são constantemente danificados, seja por pichação ou por partes incendiadas. A ideia era revitalizar a área da elevada da Conceição, abaixo do viaduto, no Centro. Mas o trabalho dos artistas Lucas Anão Vernieri e Alan Vieira divide espaço com a degradação que incomoda pessoas que passam pelo local.

“Volta e meia, vejo moradores de rua fazendo fogueira para se esquentar. Acabam danificando tudo”, diz o estudante Reinaldo Soares. “É uma questão cultural. Tem gente que desrespeita o que não lhe pertence. Aqui no Brasil acontece muito”, complementa a professora Rosane Fortes. O comandante da Guarda Municipal de Porto Alegre, Marcelo Nascimento, reiterou que os patrulhamentos serão reforçados para coibir estes tipos de incidências no local. “São situações que infelizmente ocorrem em várias áreas da cidade. E, precisamos sempre replanejar o trabalho”, revela.

O Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU) informa que a varrição na parte inferior da Elevada da Conceição ocorre diariamente nos três turnos. O espaço passa por lavagem em dias alternados e, no espaço em frente à unidade do DMLU lavagem é necessária diariamente em razão do acúmulo de sujeira e dejetos.

Além disso, a prefeitura informa que revitalizou o Viaduto Tiradentes, Travessa Mário Cinco Paus e o Viaduto Dom Pedro I com a ajuda e apoio da iniciativa privada. Um edital aberto para adoção do Viaduto Imperatriz Leopoldina, na avenida João Pessoa sobre a avenida Loureiro da Silva.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895