Nasa renomeia como "Arrokoth" corpo cósmico mais distante já visitado
capa

Nasa renomeia como "Arrokoth" corpo cósmico mais distante já visitado

Nome significa "céu" nos idiomas nativos americanos Powhatan e Algonquian

Por
AFP

Rocha gelada foi visitada pela nave especial New Horizons em janeiro deste ano

publicidade

Ultima Thule, o corpo cósmico mais distante visitado por uma nave espacial, foi oficialmente renomeado Arrokoth, ou "céu", nos idiomas nativos americanos Powhatan e Algonquian, depois de uma série de reações sobre as conotações nazistas do nome original. A rocha gelada, que orbita no escuro e gélido Cinturão de Kuiper cerca de um bilhão de quilômetros além de Plutão, foi visitada pela nave espacial New Horizons em janeiro deste ano. A missão entregou as primeiras imagens detalhadas que mostravam que consistia em duas esferas grudadas em formato de boneco de neve.

Sua designação técnica é MU69 2014, mas a a equipe da New Horizons inicialmente o apelidou Ultima Thule, inspirando-se em um terra mítica do norte na literatura europeia clássica e medieval descrita como além das fronteiras do mundo conhecido. No entanto, esse nome provocou críticas por ser utilizado por ocultistas alemães de extrema direita no início do século XX. A Sociedade Thule mais tarde se tornou o partido nazista de Adolf Hitler e o termo continua sendo popular em círculos de extrema direita.

O novo nome oficial, escolhido pela equipe da New Horizons e ratificado pela União Astronômica Internacional, foi anunciado em uma cerimônia na sede da Nasa nesta terça-feira. Uma declaração posterior da Nasa não mencionou a controvérsia.