No Menu POA, chefe do Estado Maior do Comando Militar do Sul fala sobre a Amazônia

No Menu POA, chefe do Estado Maior do Comando Militar do Sul fala sobre a Amazônia

General Fernando Telles Ferreira Bandeira morou um ano e meio na região que considera "a mais especial do Brasil"

Cláudio Isaías

General de Brigada Fernando Telles Ferreira Bandeira participou do MenuPOA Online nesta terça

publicidade

A Amazônia é um assunto que sempre estará em pauta e nunca deixará de ser uma preocupação mundial. É sempre muito interessante conversar sobre a Amazônia, principalmente sobre a Amazônia brasileira. A análise foi feita pelo general de Brigada Fernando Telles Ferreira Bandeira, do Comando Militar do Sul (CMS), que participou nesta terça-feira do MenuPOA Online.

Bandeira, que residiu um ano e meio na região, disse que foi um "privilégio ter morado na região mais remota, isolada e especial do Brasil". O militar do Exército brasileiro fez questão de frisar que não tem ideologia de esquerda ou de direita. "Desde cedo eu sempre quis ser um pensador livre. E para ser um livre pensador não se pode ter uma fixação ideológica ou até religiosa sobre qualquer tema. Não defendo governos e nem pessoas. Eu defendo a pátria que envolve o nosso território, as suas riquezas e seus recursos. Eu defendo a Pátria brasileira", disse.

Conforme Bandeira, a área da 2ª Brigada de Infantaria de Selva do Exército, em São Gabriel da Cachoeira, no Amazonas, fica localizada no extremo noroeste do país e portanto fica longe de Manaus, capital do estado da Amazônia, e muito longe de Brasília - onde as decisões políticas são tomadas.

Ele explicou que a fronteira da Amazônia com a Venezuela é de 700 km de extensão e com a Colômbia é de 950 km de extensão. "É muito fronteira para ser fiscalizada pelo Exército", destacou. A cidade de São Gabriel da Cachoeira, sede da 2ª Brigada de Infantaria de Selva do Exército, possui 92 mil habitantes - sendo a sua maioria indígenas (60 mil).

Vivência

O evento realizado pela Associação Comercial de Porto Alegre (ACPA) abordou o tema “A Amazônia - Desafios Contemporâneos”. Com vasta experiência no território amazônico, o Bandeira tratou sobre a sua vivência como comandante da 2ª Brigada de Infantaria de Selva do Exército, em São Gabriel da Cachoeira, no Amazonas, entre dezembro de 2015 a abril de 2017, além do atual cenário da região.

No município de São Gabriel da Cachoeira, no Amazonas, a economia do município baseia-se na agricultura de subsistência, como por exemplo: mandioca, banana, abacaxi, açaí, limão entre outros. Além da 2ª Brigada de Infantaria de Selva, o município conta ainda com a presença da 21ª Companhia de Engenharia e Construção (21ª Cia Eng Const), o 5º Batalhão de Infantaria e Selva (5º BIS), o 7º Comando Aéreo (7º Comar) e um destacamento recentemente ativado da Marinha do Brasil, além do posto avançado da Polícia Federal. A região é uma das mais bem vigiadas fronteiras de todo o território nacional.

O presidente da ACPA, Paulo Afonso Pereira, disse que a palestra teve o objetivo de entender a Amazônia, seus programas, suas soluções e seus mistérios. "A Associação Comercial quis saber porque a Amazônia é tão cobiçada e porque o tema extrapola as fronteiras do Brasil", acrescentou. Pereira ressaltou que a Amazônia influencia de forma indireta as atividades econômicas e sociais do país. 


Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895