Nova etapa de obra do Dmae irá bloquear avenida Sertório por 30 dias

Nova etapa de obra do Dmae irá bloquear avenida Sertório por 30 dias

Bloqueio ocorre, a partir desta quinta-feira, entre as ruas Pedro Lessa e Ouro Preto

Gabriel Guedes

Segundo a EPTC, os motoristas terão duas opções de desvios enquanto a avenida Sertório estiver bloqueada

Uma nova etapa da obra de implantação da adutora de sucção da Estação de Bombeamento de Água Tratada (Ebat) Ouro Preto, na zona Norte de Porto Alegre, começou a ser realizada nesta quinta-feira e irá deixar a avenida Sertório interrompida por cerca de 30 dias. O bloqueio ocorre entre as ruas Pedro Lessa e Ouro Preto.

De acordo com a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), os motoristas terão duas opções de desvios naquela região. A partir da Pedro Lessa, os condutores poderão seguir pelo corredor de ônibus até a Ouro Preto, para depois retornarem para a pista de rolamento da avenida Sertório. A outra alternativa é dirigir por dentro do bairro até a rua Ouro Preto. A EPTC afirmou que fará o monitoramento das mudanças na região.

Até o momento, o Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae) realizou a implantação de parte da rede, que será de 900 milímetros, na rua Doutor Eduardo Chartier, no bairro Passo d’Areia, e também iniciou escavações entre as avenidas Brino e Assis Brasil e a abertura de túneis sob canais no bairro Santa Maria Goretti. Além da execução de um poço de ataque para a passagem da adutora por baixo da avenida Assis Brasil.

Com investimento de R$ 17,4 milhões, a obra beneficiará 124 mil pessoas nas zonas Norte e Nordeste da Capital, com previsão de conclusão até o final do ano. “Estamos mantendo as obras importantes para a cidade. Especialmente as que são realizadas sem os recursos do Tesouro para que Porto Alegre possa ter uma retomada após a pandemia do novo coronavírus”, afirmou o prefeito Nelson Marchezan Júnior. 

A obra teve início no dia 12 de fevereiro e faz parte de um conjunto de ações essenciais para ampliar o Sistema de Abastecimento de Água (SAA) São João.

O conjunto das outras obras para o SAA São João, cujo financiamento está em andamento através do Programa Avançar Cidades-Saneamento, do Ministério do Desenvolvimento Regional, poderá beneficiar até 525 mil pessoas dos bairros Sarandi, Rubem Berta, Jardim Itu, Jardim Sabará e Parque Santa Fé.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895