Obesidade e má alimentação preocupam nutricionistas

Obesidade e má alimentação preocupam nutricionistas

Cerca de 25 mil pessoas morrem por má alimentação e 11 milhões passam fome

Por
Correio do Povo

Obesidade e má alimentação preocupam nutricionistas


publicidade

O Conselho Regional de Nutricionistas da 2ª Região (CRN-2), em parceria com os Conselhos Federal e Regionais de Nutricionistas, lançou a campanha "Fome, obesidade e desperdício: não alimente este problema". "Estamos passando por um período de transição, onde há, até então, o aumento do número de pessoas desnutridas de forma galopante e a questão da obesidade em crianças e adultos", observou a presidente do CRN-2, a nutricionista Cleusa Mendes. Segundo ela, no país, cerca de 25 mil pessoas morrem por má alimentação e 11 milhões passam fome. Ao mesmo tempo, lamentou Cleusa, "o Brasil está muito próximo de chegar ao percentual dos Estados Unidos, onde a cada três pessoas, uma está acima do peso".

O problema, na sua opinião, se deve ao consumo em excesso de alimentos gordurosos, como frituras. Além disso, acrescenta, "em geral, as pessoas que estão acima do peso fumam, são sedentárias e possuem maus hábitos alimentares". Nesse sentido, ela recomenda a ingestão de alimentos naturais. A campanha se estende até 16 outubro.

Perfil alimentar:

• Existe um milhão de pessoas passando fome no mundo, segundo dados do IBGE.

• Há 300 milhões de obesos no mundo (5,65% da população). No Brasil, são 17 milhões.

• Conforme estudo realizado no RS pelo Conselho Regional de Nutricionistas da 2 Região (CRN-2), cerca de 49% da população é obesa. Desses, 15% são homens e 17% são mulheres.

• Porto Alegre é a segunda cidade com maior número de mulheres obesas, devido à ingestão de carne e refrigerante em excesso.


Bookmark and Share