Opas vai auxiliar Brasil na compra de medicamentos para intubação

Opas vai auxiliar Brasil na compra de medicamentos para intubação

Decisão foi anunciada após reunião de Queiroga com OMS neste sábado

Agência Brasil

Queiroga destacou, porém, que a maior dificuldade é ter uma oferta maior de imunizantes

publicidade

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou neste sábado que a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), braço da Organização Mundial de Saúde (OMS), vai auxiliar o governo federal na aquisição de "kits de intubação" para pacientes com Covid-19 no Brasil, que se encontra com os estoques reduzidos.

“Colaboramos agora com a Opas para conseguir repor nossos estoques reguladores, de tal sorte que essa operação diária que existe, de fazer o aporte desses insumos para estados e municípios, seja menos sofrida para o Ministério da Saúde, e que crie menos ansiedade na população brasileira”, disse Queiroga, que estimou em 10 dias a chegada dos primeiros itens.

Veja Também

Após se reunir com a diretora da Opas no Brasil, Socorro Gross, na manhã deste sábado, em Brasília, o ministro respondeu a perguntas de jornalistas. Ele afirmou que a meta é manter para abril a vacinação diária de 1 milhão de pessoas, e que para isso o Instituto Butantã e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), únicas produtoras no país, garantiram a entrega de 30 milhões de doses.

Queiroga destacou, porém, que a maior dificuldade é ter uma oferta maior de imunizantes, e que por isso tem feito avaliações técnicas, com a colaboração da Opas, para que, “no médio prazo”, fábricas de vacinas para animais sejam convertidas para a produção de imunizantes contra Covid-19.

O ministro também afirmou que deve ser ampliada a colaboração das Forças Armadas na distribuição de imunizantes e na aplicação das doses.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895