Operação Natal 2020 contabiliza queda nos números de acidentes graves e mortes nas rodovias gaúchas

Operação Natal 2020 contabiliza queda nos números de acidentes graves e mortes nas rodovias gaúchas

Ações de fiscalização e prevenção a acidentes foram realizadas pela Polícia Rodoviária Federal entre 23 e 27 de dezembro

Correio do Povo

Ações de fiscalização e prevenção a acidentes foram realizadas pela Polícia Rodoviária Federal entre 23 e 27 de dezembro

publicidade

A Operação Natal 2020, realizada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) entre os dias 23 e 27 de dezembro, registrou queda nos números de acidentes graves, flagrantes de más condutas e mortes nas principais rodovias federais do Rio Grande do Sul, se comparado ao mesmo período do ano passado. Na operação deste ano, mais de 2.5 mil veículos e pessoas foram fiscalizadas.

Os acidentes graves, aqueles que resultam em vítimas mortas ou gravemente feridas, tiveram redução de 35%, somando 11 atendimentos neste ano frente à 2019. No total, 87 pessoas ficaram feridas, 8% menos que no ano passado. Em 2020, uma pessoa perdeu a vida, o que representa uma redução de 50% no número de mortes. Já o número de acidentes sem vítimas gravemente feridas teve aumento de 4% neste ano, ao contabilizar 69 casos.

Ainda de acordo com os dados da PRF, as ações de combate ao crime resultaram na recuperação de sete veículos – aumento de 75% – e na prisão de 30 pessoas – redução de 60%. Houve também redução de ocorrências – 16% – de motoristas que foram flagrados manuseando o celular enquanto dirigiam.

De 23 a 27 de dezembro, 302 testes do etilômetro foram aplicados, o que resultou no flagrante de 73 motoristas que assumiram o volante após o consumo de bebida alcoólica. O número é 51% menor do que o registrado em 2019, no período de 21 a 25/12. A pressa também fez muita gente ultrapassar de forma arriscada. Cerca de 385 condutores foram autuados pela manobra em local proibido pela sinalização, representando uma redução de 11,5% em relação ao feriado de Natal do ano passado.

Além de conscientizar os usuários quanto à importância do respeito à legislação de trânsito, os policias buscaram coibir as condutas mais associadas a acidentes graves, como ultrapassagens em locais proibidos, embriaguez ao volante e o não uso do cinto de segurança.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895