Pacientes e familiares da Casa de Apoio Madre Ana ganham show de patinação
capa

Pacientes e familiares da Casa de Apoio Madre Ana ganham show de patinação

Ação foi uma prévia de apresentação beneficente, que ocorre no dia 1º de dezembro, na zona Sul de Porto Alegre

Por
Gabriel Guedes

Patinadoras da Cia. Chassé mostraram habilidades sobre as rodinhas aos pacientes e familiares que estão acolhidos na Casa de Apoio Madre Ana, da Santa Casa

publicidade

A Casa de Apoio Madre Ana, um abrigo que acolhe pacientes e familiares em tratamento de saúde na Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, teve uma tarde de sábado diferente. Um grupo de 13 patinadoras invadiu o espaço, situado na Rua Vigário José Inácio, no Centro da Capital, e surpreendeu as pessoas presentes com um breve show da modalidade que mistura esporte e arte. A ação foi uma prévia do que estas famílias e a comunidade poderão conferir no dia 1º de dezembro, quando a Companhia de Patinação Chassé fará um show beneficente no Ginásio do São João Calábria (Estrada Aracaju, nº 650 - Vila Nova), partir das 19h.

No show, em dezembro, a apresentação terá duas horas de duração, luzes, e a participação de cerca 50 patinadores. No sábado, a garagem do Madre Ana virou palco o grupo de 12 patinadoras, que estavam na companhia da treinadora e proprietária da Chassé, Gabriela Plentz Bolognesi. "A ideia surgiu de conversas que tivemos com pessoas que trabalham na Santa Casa. Então achamos bom poder fazer nosso show de final de ano ajudando o Madre Ana", explica. Quem viu a habilidade das atletas de Gabriela, ficou admirado. Mesmo na cadeira de rodas, a menina Thayla Oliveira, de 9 anos, fez um dos passos com o auxílio da treinadora. Ela e a mãe, Natalina, 29 anos, são de Manaus, capital do Amazonas, e estão há 4 meses em Porto Alegre aguardando na fila para a pequena receber um rim de um doador. "Ela gosta de tudo que é de movimento, que é de esporte. Foi muito legal", contou a mãe.

Intitulado "Show Beneficente Mil e Uma Noites Chassé, Aladim e Rocketman", a atração tem ingressos a venda no site Sympla, com acesso também pela página do Madre Ana no Facebook. A casa de apoio tem 60 leitos, que nos últimos 3 anos já acolheram cerca de 2,5 mil hóspedes, que ficam em média 14 dias. Os recursos arrecadados com o show, além de ajudar na manutenção dos serviços, também poderão ser utilizados na expansão para 80 leitos, que é um dos projetos que estão em andamento.