Pacientes em tratamento de câncer recebem máscaras de proteção

Pacientes em tratamento de câncer recebem máscaras de proteção

Voluntários do Sesc Comunidade confeccionaram 200 equipamentos

Por
Cláudio Isaías

Equipamentos foram entregues no Hospital Santa Rita, do complexo da Santa Casa de Misericórdia


publicidade

Os pacientes em tratamento contra o câncer do Hospital Santa Rita, do complexo da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, receberam nesta quarta-feira 200 máscaras de proteção. O equipamento de proteção individual foi confeccionado por voluntários do Sesc Comunidade. As 200 unidades higienizadas e embaladas individualmente foram entregues à assistente social Melissa Saraiva, responsável pelo programa de voluntariado do Hospital Santa Rita. Ela informou que os itens serão destinado aos pacientes que realizam quimioterapia, radioterapia e tratamento ambulatorial.

"Muitas vezes as famílias não têm como providenciar o equipamento porque não têm condições financeiras", explicou. De acordo com informações da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC), pacientes oncológicos costumam ter queda na imunidade por conta da doença ou do tratamento. Estas pessoas são, portanto, mais vulneráveis durante a pandemia de Covid-19 e são consideradas grupo de risco, o que motivou o grupo do Sesc Envolva-se a realizar a entrega de máscaras ao hospital.

Já a assistente social Michele Corrêa, do Sesc/RS, afirmou que a iniciativa faz parte do projeto Amor em Forma de Máscara: Costure esta Ideia, do Sesc Comunidade. "A ideia é confeccionar cinco mil máscaras de tecido para pessoas em situação de vulnerabilidade social e que não têm condições de adquirir o equipamento de proteção", acrescentou. As máscaras foram feitas por 24 pessoas que participam do programa de Voluntariado do Sesc/RS com tecidos do programa Envolva-se em parceria com  o Mesa Brasil. Também foram distribuídas para a população indígena e para as pessoas em situação de rua do Instituto Espírita Dias da Cruz, no bairro Azenha.

O sistema Fecomércio/RS/ Sesc levou alimentos e máscaras de tecido a cinco comunidades indígenas da zona Sul de Porto Alegre. Foram entregues nas aldeias Pé de Deus, Cipó Imbé, Flor de Palmeira, Vã-Ká e Pequena Mata/ Mata Sagrada 215 máscaras confeccionadas por voluntários e meia tonelada de rúcula e abóbora, que beneficiaram 62 famílias das regiões do Lami, Tristeza e Belém Novo. As entregas foram realizadas pelas assistentes sociais Michele Corrêa, responsável pelo Programa Envolva-se, e Leila Anastácio, que coordena o Programa Sesc de Voluntariado no Sesc Comunidade. Durante as visitas, elas deram orientações sobre o uso correto da máscara, enquanto a equipe do Mesa Brasil fez a entrega dos alimentos. 


Os equipamentos de proteção foram produzidos pelo programa Amor em Forma de Máscara para ajudar pessoas em situação de vulnerabilidade social a se protegerem da Covid-19. Enquanto integrantes do programa Envolva-se contribuem com materiais como tecido, elástico e linha, participantes do Voluntariado produzem as máscaras e a equipe do Mesa Brasil faz a entrega para as entidades. O resultado da iniciativa já beneficiou cerca de 500 pessoas em Porto Alegre e na Região Metropolitana.