Parceria viabiliza realização de pesquisas de opinião com leitores do Correio do Povo

Parceria viabiliza realização de pesquisas de opinião com leitores do Correio do Povo

Clube da Opinião vai ouvir mais de 1,2 mil gaúchos sobre temas variados do cotidiano

Correio do Povo

Pesquisas serão realizadas sempre de forma remota

publicidade

A partir de uma parceria entre o Correio do Povo e o Clube da Opinião (CDO) a posição dos gaúchos estará representada nas páginas do jornal. A iniciativa tem como principal objetivo descobrir de que forma as pessoas se posicionam sobre os mais variados temas que permeiam a vida em sociedade, especialmente durante o período da pandemia. De acordo com a jornalista e diretora do CDO, Flávia Lima Moreira, o Correio do Povo é o primeiro jornal do Brasil a ter uma ferramenta permanente de pesquisa para ouvir a população e transformar essas opiniões em material jornalístico.

“É uma ferramenta aberta, qualquer pessoa pode entrar, se manifestar e ter a sua opinião transformada em pauta”, explica. Segundo Flávia, a primeira pesquisa deve ter os resultados divulgados em breve. “A intenção é fazer a voz do povo gaúcho ser ouvida. Na primeira pesquisa fomos buscar opiniões sobre os impactos da Covid-19 e, em especial, o que elas acham sobre a volta às aulas”, detalha. Foram ouvidas 1,2 mil pessoas de diferentes regiões do Rio Grande do Sul e os resultados serão divulgados com exclusividade pelo Correio do Povo.

A imprensa, conforme Flávia, tem um papel muito importante, principalmente neste período de “fake news e desinformação”. “Agora vamos unir a credibilidade do Correio do Povo com a voz das pessoas através das pesquisas e mostrar como a sociedade pensa, de fato, sobre determinado assunto”, frisa. A ideia é realizar pesquisas com frequência, sempre de forma digital. “As pessoas vão ver a opinião delas transformadas em notícias”, reitera, lembrando que quando surgir algum assunto polêmico, uma pesquisa específica poderá ser realizada.

Com a parceria, o CDO está, agora, na fase de busca ativa e cadastramento das pessoas que vão participar. “Quem estiver cadastrado vai receber um link pelo Whatsapp com o tema e o link da pesquisa. Depois é só responder tudo pelo celular mesmo, com total anonimato e segurança dos dados. As respostas serão usadas exclusivamente pelo jornal, esse é o nosso compromisso”, enfatiza. Serão elaboradas pesquisas sobre diversos temas. “É uma forma de fortalecimento da democracia poder dizer para o poder público, nas diferentes esferas, o que a sociedade pensa”, destaca.

As mesmas pessoas serão consultadas, sempre, mas o CDO deve ampliar constantemente o grupo de pesquisados. “Uma amostragem maior para as pessoas se sentirem cada vez mais representadas é fundamental, então a ideia é fazer com que o maior número possível de pessoas possa opinar”, assinala. Quem quiser colaborar com as pesquisas pode acessar o site e clicar na aba “cadastre-se”.

Em época de extremismos e polarização, de acordo com Flávia, é importante demonstrar qual a real opinião da sociedade, fora de espaços fechados como as redes sociais. “Desfazer o extremismo e dar um espaço real para a opinião das pessoas é o nosso papel. Através da parceria o Correio do Povo está dando voz e espaço no jornal não só para seus leitores, mas para toda a sociedade gaúcha, afirma, lembrando que é possível que aconteçam pesquisas nacionais, mas tudo começará no Estado.

 

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895