Perfil falso é criado no Facebook e juíza de Livramento registra ocorrência
capa

Perfil falso é criado no Facebook e juíza de Livramento registra ocorrência

Magistrada organiza casamento em CTG atingido por incêndio na madrugada desta quinta-feira

Por
Rádio Guaíba

Perfil falso foi criado na segunda-feira


publicidade

Por Samuel Vettori

Um perfil falso da juíza Carine Labres criado no Facebook vai ser investigado pela Polícia Civil. Ao tomar conhecimento do caso, a magistrada informou, via assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça do Estado, que vai solicitar investigação. Ela organiza o casamento coletivo que vai unir duas mulheres em um CTG de Santana do Livramento.

Leia mais sobre o caso em Santana do Livramento

A primeira postagem com o perfil é de oito de setembro, segunda-feira. Nele, há imagens com conteúdo preconceituoso. Carine pretende que o casamento de Solange Ramires e Sabriny Benitez e de outros 29 casais heterossexuais ocorra no CTG Sentinelas do Planalto, neste sábado, como havia sido programado antes do incêndio que atingiu o local nessa madrugada. O evento está marcado para ocorrer às 16h.

A juíza pediu apoio da população de Santana do Livramento para que a reconstrução do CTG ocorra em tempo para a realização do evento. Ela recebe proteção policial há uma semana, confirmou, na tarde desta quinta-feira, o comandante da BM no município, tenente-coronel Marcelo Gayer Barbosa. Durante o mesmo período o casal homossexual é protegido pelos policiais militares.

O oficial disse que a BM desconhece suspeitos para o crime. Ele comentou, que antes do incêndio, nenhum outro ato contra Centro de Tradições foi registrado. Caso haja condições de realizar o casamento, ele garante reforço no policiamento.

Bookmark and Share