Peritos criminais retornam aos escombros do prédio da SSP que desabou após incêndio

Peritos criminais retornam aos escombros do prédio da SSP que desabou após incêndio

Drone registra imagens das áreas que restaram depois do sinistro

Correio do Povo

Perícia será realizada somente quando não existir mais riscos

publicidade

O Instituto-Geral de Perícias prossegue neste sábado com a análise externa da sede da Secretaria de Segurança Pública do Estado, que foi destruída por um incêndio e desabamento entre a noite de quarta e madrugada de quinta-feira em Porto Alegre. Os peritos criminais estão utilizando novamente um drone, como fizeram na tarde da última sexta-feira, com o objetivo de registrar as áreas afetadas que restaram depois do sinistro.

Conforme o IGP, as imagens dos drones devem ajudar a identificar as partes mais danificadas pelo fogo e compreender a dinâmica do colapso do prédio. A perícia será realizada somente quando não existir mais riscos.

O local ainda está sob custódia do Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Sul, que permanece nas buscas entre os escombros para localizar o 1º tenente Deroci de Almeida da Costa, 46 anos, e o 2º sargento Lúcio Ubirajara de Freitas Munhós, 51 anos, desaparecidos durante o combate ao fogo.

Já a equipe da Seção de Incêndios do Departamento de Criminalística do IGP participou nos últimos dias da tomada de depoimento das testemunhas ouvidas pela Polícia Civil. Entre elas estão as quatro servidores da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe), que viram o começo do fogo no quarto andar do prédio da SSP. Não há previsão para a entrega do laudo pericial para a 17ª DP, encarregada da investigação sobre o caso.

Foto: IGP / Divulgação / CP

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895