Pfizer vai vacinar 1,4 mil voluntários que receberam placebo no Brasil

Pfizer vai vacinar 1,4 mil voluntários que receberam placebo no Brasil

Farmacêutica explicou que o procedimento está de acordo com as tratativas definidas juntos aos órgãos brasileiros, como a Anvisa

R7

O procedimento está de acordo com as tratativas definidas juntos aos órgãos brasileiros

publicidade

A farmacêutica Pfizer anunciou nesta quarta-feira que dará início à vacinação dos voluntários que tomaram placebo durante a Fase 3 do estudo clínico em São Paulo e em Salvador. Pouco mais de 1.400 pessoas receberão gratuitamente as duas doses da vacina, que ainda não está disponível para uso no Brasil.

O procedimento está de acordo com as tratativas definidas juntos aos órgãos brasileiros Anvisa e a Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep), e faz parte do termo de consentimento
assinado pelos participantes no início da pesquisa.

"Durante os meses de julho a novembro de 2020, cerca de 2.900 brasileiros participaram de um dos momentos mais importantes da recente história da ciência mundial: o estudo da BNT162b2, vacina contra a covid-19 desenvolvida pela Pfizer e BioNTech. Os resultados da pesquisa, ainda em andamento, demonstraram que o imunizante tem 95% de eficácia contra o novo coronavírus", explica a empresa.

Para receber a vacina, os voluntários do estudo interessados em receber a vacina deverão entrar em contato com os centros e receberão todos os esclarecimentos necessários. Todos os participantes seguirão em acompanhamento no estudo, conforme estabelecido em protocolo.

A vacina da Pfizer já foi aprovada nos Estados Unidos, Japão, Israel, Canadá, Reino Unido, Austrália, México, Equador, Chile, Costa Rica, Colômbia e Panamá, além da União Europeia. No Brasil, a empresa segue com o processo regulatório de submissão contínua de sua vacina junto à Anvisa.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895