Porto Alegre confirma primeira morte por coronavírus no RS
capa

Porto Alegre confirma primeira morte por coronavírus no RS

Prefeito defendeu isolamento para proteger população acima de 60 anos

Por
Correio do Povo

Prefeito enfatizou medidas de isolamento para evitar mais mortes


publicidade

O Rio Grande do Sul registrou, na noite de terça-feira, a primeira morte provocada pelo novo coronavírus, ocorrida em Porto Alegre. A informação foi confirmada primeiramente pelo prefeito da Capital, Nelson Marchezan Jr., em seu Twitter. A vítima é uma idosa de 91 anos, que estava na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Moinhos de Vento. De acordo com o secretário municipal da Saúde, Pablo Stürmer, a senhora foi internada ainda ontem, já em estado gravíssimo.

"O caso ratifica a gravidade da pandemia, a necessidade de adoção de medidas de isolamento social por todos, em especial dos idosos", comentou o titular da pasta. Essa é a 47ª fatalidade pela Covid-19 em território nacional – em seu último boletim, o Ministério da Saúde confirmava 46 mortos, 40 em São Paulo e seis no Rio de Janeiro.

"Lamentamos muito, esperamos que nossas medidas possam evitar que isso seja uma constante em nossa cidade", comentou Marchezan."Precisamos de todos. Isso não é uma questão jurídica, ideológica. É uma questão fática e de saúde", frisou o prefeito, que apontou outros oito pacientes internados em UTI na cidade com infecção confirmada pelo novo coronavírus. 

Mais cedo, ele salientou a necessidade de isolamento social. "Estamos e precisamos de todas as formas, isolar e proteger a nossa população acima de 60 anos".

A Secretaria Estadual da Saúde divulgou na noite dessa terça-feira, em seu último boletim epidemiológico, publicado às 18h30min, que o Rio Grande do Sul registrava 112 casos confirmados de coronavírus. Segundo a pasta, foram identificados 16 novos casos positivos para Covid-19 em relação ao dia anterior. Porto Alegre, por sua vez, tinha 81 registros da doença.