Porto Alegre faz mutirão de vacinação de idosos em casas geriátricas

Porto Alegre faz mutirão de vacinação de idosos em casas geriátricas

Iniciativa da Secretaria Municipal da Saúde atinge cerca de 90 asilos e casas lares na Zona Sul e Extremo Sul da Capital

Correio do Povo

Voluntários da SMS, Ufrgs e Exército estão mobilizados

publicidade

Um mutirão de vacinação contra a Covid-19 é realizado neste final de semana em Porto Alegre. A ação, organizada pela Secretaria Municipal de Saúde, reúne equipes voluntárias de médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem da própria SMS, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e do Comando Militar do Sul do Exército Brasileiro. Os militares também fazem a segurança e escolta.

O público alvo para o recebimento das doses são os idosos. Na manhã e tarde deste sábado, dez equipes percorrem cerca de 90 asilos e casas lares situados nas zonas Sul e Extremo Sul da Capital. Já no domingo, cinco equipes devem atender na mesma região os idosos acamados em estado permanente dentro de residências.

Em entrevista ao Correio do Povo, o prefeito Sebastião Melo assegurou que novos mutirões serão realizados nos próximos sábados e domingos, mas em outras zonas da cidade. “Isto faz com que a gente não pare de vacinar no final de semana. O que estamos fazendo é não parar em nenhum dia enquanto tiver vacina”, enfatizou. “Nos finais de semana é com o voluntariado no que for possível”, acrescentou.

Sobre a ação deste sábado, Sebastião Melo observou que na Zona Sul de Porto Alegre existem muitas casas geriátricas. “Mapeamos todas estas casas de longa permanência”, explicou. “Vamos trabalhando nisso e convidamos a população para nos ajudar. É um processo que não para mais”, afirmou.

Já o titular da SMS, médico Mauro Sparta, disse ao Correio do Povo que os funcionários dos asilos e casas lares de idosos também estão sendo vacinados. Ele estimou que mais de mil doses sejam aplicadas somente neste sábado.

Para Mauro Sparta, a previsão é que “entre 20 e 25 mil” doses da Oxford produzidas no Instituto Serum, da Índia, fiquem para Porto Alegre. No caso da Coronavac, do Butantan, lembrou, a Capital recebeu em torno de 51 mil doses. “Agora foi aprovado na Anvisa mais aquele lote de 4,8 milhões da Coronavac”, animou-se.

“Temos 24 unidades básicas de saúde que estão prontos para receber e começar a vacinar. Se tiver um lote grande de novas vacinas, vamos abrir imediatamente estes postos”, garantiu Mauro Sparta. “A vacina Sputnik também é outra possibilidade. Estamos aguardando com boa expectativa", apontou. "Vamos conseguir agilizar muito, pois as equipes tiveram treinamento especial e estão prontas para vacinar”, declarou o titular da SMS. 

Foto: Fabiano do Amaral


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895