Porto Alegre passa a adotar novo intervalo entre doses da vacina Pfizer

Porto Alegre passa a adotar novo intervalo entre doses da vacina Pfizer

Lacuna de 12 semanas, ao invés de 21 dias, passa a valer apenas para quem fez a 1ª aplicação a partir de 15 de junho

Correio do Povo

Lacuna de 12 semanas, ao invés de 21 dias, passa a valer apenas para quem fez a 1ª aplicação a partir de 15 de junho

publicidade

Para manter o alinhamento com o Estado e com o Ministério da Saúde na campanha de imunização contra a Covid-19, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) passa a adotar o intervalo de 12 semanas entre a primeira e segunda doses da vacina Pfizer. A mudança, informada nesta terça-feira, passa a valer para as aplicações feitas a partir de hoje. Para quem fez a vacina até 14 de junho, o intervalo segue sendo de 21 dias.

O período de 21 dias era indicado pelo laboratório fabricante da vacina, mas pesquisas recentes, realizadas no Canadá e no Reino Unido, também apontaram eficácia no hiato de 12 semanas entre as aplicações. Esta constatação científica embasou decisão da Comissão Intergestores Tripartite (CIT) e da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) tomada na última sexta-feira, 11, que será seguida pela saúde municipal a partir desta terça-feira, 15.

Até esta terça-feira, 587.007 porto-alegrenses – 53,18% da população vacinável – já contam com a primeira dose da vacina contra a Covid-19, e 320.188 já concluíram o esquema vacinal, referente a 29,1%.

Veja Também

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895