Porto Alegre reduz para cinco meses intervalo da 3ª dose de reforço da vacina contra Covid-19

Porto Alegre reduz para cinco meses intervalo da 3ª dose de reforço da vacina contra Covid-19

Capital já tem 99,2% da 1ª dose aplicada na população e mais de 85% da 2ª dose, segundo a Secretaria Municipal de Saúde

Correio do Povo

Duas unidades de saúde foram abertas nesta segunda-feira na capital

publicidade

A partir desta terça-feira, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Porto Alegre reduz para cinco meses o intervalo da 3ª dose de reforço da vacina contra a Covid-19. Conforme a SMS, o período estava fixado atualmente em seis meses.

O anúncio foi realizado pelo secretário Mauro Sparta na manhã desta segunda-feira à reportagem do Correio do Povo. Segundo ele, quem possui mais de 60 anos de idade será beneficiado com a mudança do tempo de intervalo de recebimento do imunizante.

Neste feriado, a imunização começou às 9h e prossegue até as 13h em dois locais da cidade. Estão sendo aplicadas a 1ª, 2ª ou 3ª dose na Unidade de Saúde Tristeza, na avenida Wenceslau Escobar, 110, no bairro Tristeza, na Zona Sul, e na Unidade de Saúde Rubem Berta, na rua Wolfram Metzler, 675, no bairro Rubem Berta, na Zona Norte.

A reportagem do Correio do Povo constatou um bom movimento de pessoas em busca da vacina em ambos os locais, inclusive com filas.

Campanha

O secretário municipal da Saúde calculou que 99,2% da 1ª dose já foi aplicada na Capital, cujo público-alvo é de cerca de 1,2 milhão de pessoas. “Na 2ª dose mais de 85% e o terceiro reforço está em mais de 10%”, estimou.

Lembrando que o estoque de vacina permanece bom no município, Mauro Sparta não descartou que até o final deste ano a 3ª dose estará liberada “para todo mundo”, obedecendo o devido intervalo. O secretário defendeu o reforço do imunizante para garantir maior proteção, sobretudo após as notícias de volta de surtos de Covid-19 em outros países.

“A população de Porto Alegre aderiu e, por isso, os números de Covid-19 caíram e nossas UTIs estão com uma folga grande”, avaliou. “Minha recomendação é de todo mundo se vacinar”, enfatizou. “Continuem mantendo os protocolos sanitários e evitem aglomerações. É ter cuidado e bom senso”, pediu, referindo-se à chegada das festas de fim de ano e do veraneio.

“Vamos fazer uma campanha forte em dezembro sobre esta questão”, adiantou. "Porto Alegre não é negacionista", concluiu Mauro Sparta.

Inclusão no Conecte SUS Cidadão

Neste feriado, 1870 voluntários da testagem da vacina da Janssen, braço farmacêutico da Johnson & Johnson, imunizados a partir de 21 de novembro de 2020, no Hospital Nossa Senhora da Conceição, foram incluídos no Conecte SUS Cidadão. Já os que participaram dos estudos do imunizante Oxford, no Hospital de Clínicas, começaram a ser inseridos no sistema na semana passada. A medida representará incremento de vacinados na Capital e, por consequência, no Rio Grande do Sul.

 

Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895