Porto Alegre segue orientação estadual e não exigirá prescrição médica para vacinar crianças

Porto Alegre segue orientação estadual e não exigirá prescrição médica para vacinar crianças

Vacinação de crianças de 5 a 11 anos só precisará de documento de identidade; ainda não há previsão de início da vacinação

Correio do Povo

Porto Alegre não irá exigir prescrição para vacinar crianças

publicidade

A prefeitura de Porto Alegre confirmou, na noite desta segunda-feira, que não exigirá prescrição médica para vacinação de crianças. A decisão foi aprovada após reunião com secretarias municipais e governo do Estado, e orientação da Anvisa.

A vacina utilizada para a imunização será a da Pfizer. Para aplicação, será exigido apenas o documento de identificação oficial da criança, acompanhada dos pais ou responsáveis. 

Ainda não há, no entanto, previsão para início da vacinação deste grupo. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) aguarda a chegada das doses para definir o esquema.

RS também não exigirá prescrição 

A decisão vai ao encontro da tomada pelo governo do Estado. Também nesta segunda-feira, mais cedo, a Secretaria de Saúde confirmou que não exigirá prescrição médica para vacinação de crianças de 5 a 11 anos no Estado. 

A decisão foi comunicada após reunião extraordinária com integrantes da Comissão Intergestores Bipartite (CIB). Para a aplicação do imunizante, será exigido um documento de identificação oficial da criança para fins de registro. Todos os pontos de vacinação deverão observar os grupos etários e o esquema vacinal aplicável no momento da administração. 

A SES estima que o público entre 5 e 11 anos seja de 964.273 pessoas. O Estado utilizará a dose pediátrica da Pfizer, aprovada pela Anvisa no dia 16 deste mês.

Veja Também


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895