Porto Alegre tem média de um buraco coberto por hora, afirma Smov

Porto Alegre tem média de um buraco coberto por hora, afirma Smov

Prefeitura contabilizou 8,5 mil crateras reparadas desde o começo do ano

Samuel Vettori/Rádio Guaíba

publicidade

Quase 8,5 mil crateras foram cobertas pela operação tapa-buracos desde o início do ano em Porto Alegre. Foram utilizados 140 mil metros quadrados de asfalto, totalizando média de um buraco coberto por hora nas ruas da Capital. O balanço foi divulgado pela Secretaria Municipal de Obras e Viação (Smov).

De acordo com o órgão, até o fim de dezembro, mais 15 ruas devem ser capeadas ou revitalizadas, além de outras 66 no primeiro semestre de 2014. A segunda etapa do Programa de Capeamento Asfáltico na Capital, iniciada no mês passado, prevê investimento de R$ 13 milhões. O Programa envolve dois tipos de conservação: preventiva (capeamento e revitalização asfáltica) e corretiva (operação tapa-buraco).

Duas novas usinas para a fabricação da mistura asfáltica utilizada nas ruas devem começar a funcionar em março do ano que vem - uma delas na zona Norte e outra na zona Sul. A meta é ampliar a quantidade e a qualidade do produto. Engenheiros da Smov estiveram reunidos com técnicos da Petrobras, que vai dar suporte ao projeto. O investimento total é de R$ 3,6 milhões. De acordo com a Petrobras, a estatal dispõe de tecnologia para fornecer mistura com capacidade de durar até dez anos.


Bookmark and Share

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895