Porto Alegre tem pontos de alagamento e queda de árvore por conta da chuva

Porto Alegre tem pontos de alagamento e queda de árvore por conta da chuva

Temporais causaram prejuízo na Serra e em outros locais do Rio Grande do Sul

Correio do Povo

Árvore caiu na avenida Wenceslau Escobar, em Porto Alegre

publicidade

A chuva que atinge boa parte do Rio Grande do Sul na manhã desta terça-feira causa transtornos nas primeiras horas da manhã em Porto Alegre. Além do trânsito carregado, a cidade registrou diversos pontos de alagamentos e até queda de árvore. Uma delas caiu na avenida Wenceslau Escobar. 

De acordo com a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), há ocorrências de acúmulo de água nas áreas do Centro e Leste. Na avenida João Pessoa até a estação do Vavá, no sentido bairro-Centro; o mesmo problema ocorre na Salvador França com avenida Ipiranga, na direção Centro-bairro; Olavo Barreto Viana com a rua 24 de Outubro e se estende do numeral 1046 até 1301. 

Na zona Sul, há acúmulos de água na avenida Padre Cacique. Já na zona Norte, o transtorno foi registrado na Marques de Alegrete com Sertório; na Emílio Lúcio Esteves com Sertório; Sertório, nos numerais 3749 e 4391, na avenida Edu Chaves, nos numerais 387 e 159; Sertório com Joaquim Silveira; Plínio Brasil Milano; na avenida Assis Brasil, da rua Morretes até a Marechal José Inácio da Silva; Dona Teodora; São Salvador com Sertório; Dona Sebastiana com Sertório; rua 11 de Agosto com Sertório; Benjamin Constant, no numeral 1418 e na João Pedro Boéssio entre a rua Max Junimam e Ernesto Neguebauer.   

Acúmulo de água: Padre Cacique DF subestação Queda de árvore: Wenceslau Escobar x Xavier Simões (bloqueio total) Semáforos fora de operação: Diário de Notícias x Wenceslau Escobar Padre Cacique x Otávio Dutra. 

Granizo e prejuízo 

No último final de semana, a chuva de granizo que atingiu a metade Norte e a Serra do Rio Grande do Sul causou prejuízos. Dados preliminares divulgados pela Emater/Serra indicam que o granizo que atingiu a região no último sábado causou prejuízos na agricultura na ordem de R$ 3,74 milhões abrangendo os municípios de Caxias do Sul, Farroupilha, Bento Gonçalves e Garibaldi. 

Conforme o Engenheiro Agrônomo, Ênio Todeschini, assistente técnico da fruticultura, o granizo atingiu lavouras de caqui, kiwi, e maçã fuji, além de danificar coberturas plásticas. Segundo Todeschini, as maiores perdas nos pomares de caqui, onde 90 hectares foram danificados causando perda de 805 mil quilos. O prejuízo estimado é de R$ 1,2 milhões.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895