Porto Alegre vacinará adolescentes com 14, 13 e 12 anos contra Covid-19 na próxima semana

Porto Alegre vacinará adolescentes com 14, 13 e 12 anos contra Covid-19 na próxima semana

Diretor da Vigilância em Saúde disse que órgãos técnicos mundiais destacaram a segurança do imunizante da Pfizer

Cláudio Isaías

Porto Alegre vai manter vacinação de adolescentes

publicidade

Porto Alegre começará a vacinar os adolescentes com 12, 13 e 14 anos contra a Covid-19 na próxima semana. O anúncio foi feito neste sábado pelo diretor da Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal da Saúde, Fernando Ritter, ao explicar que não está proibido a imunização de adolescentes sem comorbidades. "Decidimos continuar com a vacinação para atingirmos um número maior de pessoas. Essa confusão do Ministério da Saúde atrasou um pouco o nosso processo. Na semana que vem, vamos recuperar toda a imunização nesta faixa etária", ressaltou. Neste sábado, Ritter acompanhou a imunização realizada no shopping João Pessoa e nas sete unidades de saúde que ficaram abertas até as 17h.

Segundo Ritter, todos os órgãos técnicos mundiais destacaram a segurança da vacina da Pfizer que já é aplicada em jovens maiores de 12 anos em diversos países do Mundo. "As sociedades brasileira de Pediatria, de Infectologia, de Imunologia e de Medicina da Família são claras com relação a isso e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) concorda que a vacina deve ser aplicada", acrescentou.

Conforme Ritter, a Organização Mundial da Saúde (OMS) nunca disse que não se pode vacinar adolescentes sem comorbidades. "O que a entidade disse é que se deve priorizar primeiro os grupos que são mais suscetíveis a desenvolver a forma mais grave da doença. Ela nunca proibiu a vacinação de adolescentes", destacou. "Estamos conseguindo avançar na vacinação em Porto Alegre porque já disponibilizamos a imunização aos grupos de 18 anos ou mais, das comorbidades e das pessoas com deficiência. Agora, estamos vacinando os adolescente sem comorbidades. É só ir aos postos", ressaltou. 

O diretor da Vigilância em Saúde afirmou que os pais que estão inseguros em função da recomendação do Ministério da Saúde de não imunizar a faixa etária, podem ficar tranquilos e trazer seus filhos para realizar a vacinação contra a Covid-19. 

Vacinação no sábado

No shopping João Pessoa, as pessoas que foram se imunizar contra o coronavírus começaram a chegar no estabelecimento comercial por volta das 8h - o local começou a atender o público às 9h. Mais de 50 pessoas estavam na fila e não havia aglomeração. O adolescente Luiz Henrique Silveira, 15 anos, disse que estava muito feliz em realizar a vacina - mesmo não gostando de receber injeção. Ele recebeu o apoio da irmã Ana Laura, 11 anos, e da sua mãe Letícia.

"Sabíamos que haveria esse ponto de vacinação em funcionamento e aproveitamos para realizar a imunização do Luiz Henrique", destacou a mãe. O jovem vai realizar a aplicação da segunda dose da Pfizer no 13 de novembro. Além do shopping João Pessoa, as pessoas podem se vacinar neste sábado em nove locais: Centro Evangelístico da Assembleia de Deus (avenida Bento Gonçalves, 343) e sete unidades de saúde - Assis Brasil, Farrapos, Glória, Macedônia, Mapa Morro Santana e Tristeza. 

No domingo, a unidade móvel de Saúde leva a vacinação até a comunidade do bairro Floresta, no Centro Social Marista Irmão Bortolini, na rua Voluntários da Pátria, 1940, das 9h às 13h. Já na segunda-feira, serão seis unidades de saúde, além da Casa do Gaúcho e do Centro de Educação Ambiental (CEA) Bom Jesus.

Para receber a primeira dose, todos os públicos devem apresentar documento de identidade com CPF. Para profissionais de saúde ou da educação, é preciso documento que comprove o vínculo de trabalho na Capital. O intervalo de aplicação das doses da Pfizer é de oito semanas. Podem buscar a segunda dose pessoas vacinadas até o dia 24 de julho. A segunda dose da Pfizer será aplicada em todos os pontos.

Com relação à segunda dose de Coronavac e da AstraZeneca, será mantido o intervalo de 28 dias e dez semanas, respectivamente. Assim, quem recebeu a primeira dose até 21 de agosto (Coronavac) e 10 de julho (AstraZeneca) já pode completar o esquema vacinal.

Para segunda dose, é necessário levar identidade com CPF e carteira com registro da primeira aplicação. Poderão receber a dose de reforço pessoas com 70 anos ou mais vacinados com a segunda dose até 18 de março e pessoas de todas as idades com alto grau de imunossupressão, com esquema vacinal completo há pelo menos 28 dias. 

Veja Também


 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895