Postos de Porto Alegre já registram falta de 2ª dose da vacina contra Covid-19

Postos de Porto Alegre já registram falta de 2ª dose da vacina contra Covid-19

Secretaria Municipal de Saúde remaneja remessas para suprir carências

Correio do Povo

Após relatos de falta de doses, a prefeitura conseguiu renovar os estoques nos drive-thrus

publicidade

Porto Alegre registraram falta de segunda dose da vacina contra Covid-19 em alguns pontos de imunização da cidade na manhã desta terça-feira. Segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde, em nove postos os estoques para completar o esquema vacinal acabaram: Vila Ipiranga, CF Álvaro Difini, IAPI, Belém Novo, Rubem Berta, Santo Alfredo, 5ª Unidade, Sarandi e Diretor Pestana.

Após relatos de falta de doses, a prefeitura conseguiu renovar os estoques nos drive-thrus montados para a vacinação contra o coronavírus. Pouco depois das 11h, os locais receberam os imunizantes para dar continuidade ao processo. 

 

 

 

 

Apesar da renovação dos estoques, algumas pessoas não esconderam a insatisfação a com a falta de vacinas logo no começo da manhã. Na unidade de saúde da Tristeza, na avenida Wenceslau Escobar, os idosos que foram receber a segunda dose ficaram frustrados com a informação repassada pelos servidores da saúde de que não havia mais vacinas. Na tenda montada ao lado do posto foi colocado um cartaz com a mensagem: "Não temos mais vacina Coronavac/Butantan". 

A aposentada Ana Luiza Mendes, 72 anos, residente na avenida Otto Niemeyer, disse ter ficado frustrada por não ter feito a imunização. "Que pena que aconteceu a falta da vacina bem no dia que eu teria que fazer a segunda dose", lamentou. A dona de casa Letícia Marques, 75 anos, ouviu atentamente as explicações dos servidores do posto de saúde da Tristeza, mas não escondeu a sua indignação. "Não podia acontecer isso. Tinha que ter sido feito um melhor planejamento para que não faltasse a vacina para quem tinha que fazer a segunda aplicação", acrescentou.

Uma senhora sem máscara que estava bem alterada, que não quis se identificar, pediu para ser atendida, mas os funcionários do posto disseram a ela que só fariam o atendimento se ela colocasse a máscara. Ela se negou a colocar o Equipamento de Proteção Individual (EPI) e saiu xingando os servidores da saúde. 

Sem aviso 

No drive-thru da PUCRS, do Big BarraShoppingSul e do Big Sertório, a fila de veículos começou desde as primeiras horas da manhã. No drive do BarraShoppingSul, a reclamação de quem foi fazer ou levar um familiar para realizar a imunização foi de que não havia um aviso sobre a falta de vacinas.

O aposentado Hélio Martins, 76 anos, desceu do seu carro e sugeriu que as equipes da saúde colocassem um equipamento de som para avisar o público sobre a situação. "Não é possível esperar mais de uma hora por uma informação. Utilizem o sistema do shopping e quem quiser ficar na fila que fique esperando pela chegada da vacina", ressaltou. 

A primeira dose 

Pessoas com 60 ou mais seguem recebendo a primeira dose em todos os pontos. Para receber a primeira vacina, é preciso levar documento de identidade com CPF e comprovante de residência em Porto Alegre.

Para segunda dose, além da identidade com CPF, é obrigatório levar o cartão de vacinação que foi entregue no ato da primeira dose. A vacinação de profissionais de saúde e profissionais de apoio ocorre exclusivamente nas farmácias parceiras da prefeitura.

*Com informações do repórter Cláudio Isaías 

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895