Prefeitura anuncia requalificação do asfalto nas zonas Sul e Norte de Porto Alegre

Prefeitura anuncia requalificação do asfalto nas zonas Sul e Norte de Porto Alegre

Investimento nas obras de mais de 42 quilômetros de ruas, avenidas e estradas da Capital será de R$ 38,2 milhões

Cláudio Isaías

Assinatura dos contratos entre a prefeitura e as empreiteiras foram assinados nesta quinta-feira

publicidade

Com investimentos que somam R$ 38,2 milhões, a prefeitura de Porto Alegre fará a requalificação do asfalto em mais de 42 quilômetros de ruas, avenidas e estradas da Capital. Os serviços que serão realizados pelos consórcios Sultepa/Conpasul e Giovanella/Coesul começam no dia 1º de março. O contrato foi assinado nesta quinta-feira pelo prefeito Sebastião Melo e pelos representantes das empresas durante solenidade no Paço Municipal.

Os trabalhos serão divididos em dois lotes nas zona Sul e Norte da Capital. “A manutenção das vias é um grande desafio em qualquer cidade. Em Porto Alegre, não é diferente. Por isso, pretendemos dar muita atenção a este tema. E não vamos aceitar serviço mal feito", ressaltou Melo. O prefeito afirmou ainda que será o fiscal número um dos trabalhos porque, segundo ele, conhece a dificuldade enfrentada pelos cidadãos.

O secretário municipal de Serviços Urbanos, Marcos Felipi, disse que o serviço de recuperação estrutural vai proporcionar melhorias para importantes avenidas e estradas da cidade, prevenindo problemas futuros.  "Os trabalhos de recuperação do tipo estrutural têm projeto e diagnóstico prévio para identificar as deficiências estruturais. Assim, serão realizadas intervenções na estrutura do pavimento onde necessário e restauração de toda a superfície do asfalto", ressaltou o secretário.

As obras no asfalto estarão concentradas nas avenidas Cavalhada, Eduardo Prado, Juca Batista, na zona Sul da cidade e na Nilo Peçanha, na zona Norte, com um investimento de R$ 21,8 milhões. O prazo de execução da obra pelo Consórcio Sultepa/Conpasul será de 18 meses. A intervenção prevê outros serviços, como execução de 277 rampas de acessibilidade, implantação de pavimento rígido (placas de concreto), em 49 pontos de paradas de ônibus, serviços de drenagem, com implantação de 18 bocas de lobo, limpeza de 6.372 metros de rede e 464 bocas de lobos existentes.

Nas estradas Edgar Pires de Castro e Costa Gama e nas avenidas Juca Batista e Principal da Ponta Grossa, na zona Sul da Capital, o valor de investimento é de R$ 16,4 milhões e o prazo de execução pelo consórcio Giovanella/Coesul é de 12 meses. Para este lote, estão previstas 48 rampas de acessibilidade, implantação de pavimento intertravado (blocos de concreto) em 23 pontos de paradas de ônibus, serviços de drenagem, com implantação de oito bocas de lobo, limpeza de 14.346 metros de rede e 120 bocas de lobos existentes.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895