Prefeitura de Porto Alegre assina contrato de R$ 220 milhões com a Caixa Federal
capa

Prefeitura de Porto Alegre assina contrato de R$ 220 milhões com a Caixa Federal

Recurso será investido na construção da Estação de Tratamento de Água Ponta do Arado, beneficiando 250 mil pessoas

Por
Correio do Povo

Após três anos sem obtenção de crédito, Prefeitura assina contrato para obras junto à Caixa.


publicidade

A Prefeitura de Porto Alegre assina, nesta sexta-feira (21), um contrato de R$ 220 milhões com a Caixa Econômica Federal. Segundo o Paço Municipal, o financiamento demonstra a retomada da confiança das instituições financeiras na capacidade de investimento da Capital. Não eram liberados créditos ao Município há pelo menos três anos.

O recurso, pleiteado desde 2017, será investido na construção da Estação de Tratamento de Água Ponta do Arado, beneficiando 250 mil pessoas. Desde as obras da Copa, o município não tinha financiamento aprovado pela Caixa. Também haviam sido negados quatro projetos de financiamento na área de saneamento pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Segundo o prefeito Nelson Marchezan Júnior, aos poucos, a prefeitura está recuperando as contas e a capacidade de investimento. “As reformas estruturais feitas nos dois primeiros anos de governo, sempre buscando equilibrar a situação financeira do município, é que permitem a vinda de investimentos tão importantes como a ETA Ponta do Arado”, afirma.

Entre as medidas de reajuste financeiro, o governo focou em aumento zero de salários e alterações no estatuto dos servidores, redução de despesas de custeio e ajustes fiscais. Nos dois primeiros anos de gestão, a diminuição de cargos em comissão, segundo a Prefeitura, diminuiu a despesa em R$ 44,7 milhões.

Entre as propostas de maior impacto do Executivo aprovadas pela Câmara de Vereadores, estão o aumento na contribuição previdenciária de 11% para 14% e a revisão das vantagens automáticas da folha de pagamento. Além disso, a revisão da planta do IPTU foi aprovada neste ano e passa a valer a partir de 2020.


*Com informações da Prefeitura de Porto Alegre