Prefeitura de Porto Alegre monta operação para reduzir impactos de paralisação na coleta de lixo

Prefeitura de Porto Alegre monta operação para reduzir impactos de paralisação na coleta de lixo

Funcionários de empresa terceirizada reclamam pagamento do vale-alimentação

Rádio Guaíba

Porto Alegre busca força tarefa para coleta de lixo

publicidade

Trabalhadores da empresa Litucera Limpeza e Engenharia Ltda, que realizam o recolhimento manual de lixo domiciliar, em Porto Alegre, paralisaram as atividades na noite desta sexta-feira. Os funcionários da empresa, que atua em caráter emergencial desde junho, reclamam sobre o pagamento do vale-alimentação por parte da terceirizada. A coleta de contêineres e seletiva permanece funcionando normalmente.

A Prefeitura de Porto Alegre, por meio da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (SMSUrb), informou que a administração municipal trabalha com caminhões próprios para reduzir impactos causados pela paralisação, que possivelmente poderá prejudicar a coleta domiciliar das madrugadas de sábado e domingo.

A prefeitura ressaltou que o repasse à Litucera só pode ser realizado após a constatação de que todos os documentos, inclusive os que tratam dos direitos trabalhistas, estejam de acordo com a legislação. A documentação entregue pela terceirizada, nessa quinta-feira, está em análise. Se o conteúdo estiver em conformidade, o pagamento deverá ser efetuado na próxima segunda-feira.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895