Prefeitura debate instalação de barreira sanitária definitiva nesta quarta em Porto Alegre

Prefeitura debate instalação de barreira sanitária definitiva nesta quarta em Porto Alegre

Diretor da Vigilância em Saúde alertou sobre alto número de casos positivos sintomáticos que têm viajado

Vítor Figueiró

Controle sanitário no aeroporto de Porto Alegre registrou 55 casos de Covid-19 em 14 dias

publicidade

Após finalizar o projeto-piloto de barreira sanitária no Aeroporto Salgado Filho, a prefeitura de Porto Alegre debaterá nesta quarta-feira uma forma definitiva para gerir a pandemia no momento da chegada de viajantes àCapital. Segundo o diretor da Vigilância em Saúde, Fernando Ritter, que se reunirá com membros da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e do Executivo, a tendência é de um novo modelo, não presencial no aeroporto, mas com destaque na cidade e que possa ser buscado pelos tripulantes ao desembarcar. A intenção é identificar possíveis novas variantes da doença vindas de outras regiões do mundo. 

Em um balanço sobre os 14 dias de projeto-piloto, Ritter reitera que os resultados foram positivos, mesmo com a base de dados pequena. Foram feitos 6.203 testes, isso representa 7,78% do fluxo de passageiros previstos para transitarem no local. “Ao todo, 55 infectados foram identificados. Destes, 43 moram no interior do Estado ou de outro Estado e 12 são de Porto Alegre. Do grupo de 43, 1 já foi identificado a variante gamma (P.1.). Nos demais ainda aguardamos os testes genômicos", pontuou Ritter. 

Ainda sobre o projeto, o diretor da Vigilância em Saúde chama atenção para a necessidade de uma maior campanha para educar a população como é preciso se comportar em relação ao coronavírus: “O que percebemos é que, nas entrevistas na barreira, 29 dos 55 infectados relataram que estavam sentindo os sintomas prévios e mesmo assim optaram por embarcar”, destacou. “Também entendemos que é preciso que as pessoas usem máscaras melhores, como a PFF2, para que a proteção seja maior dentro das aeronaves. Somos contrários ao retorno do serviço de bordo, outra forma de exposição no avião”, afirmou.

Sobre o perfil geral dos viajantes, Ritter disse que a maior parte das pessoas se encaixaram em dois grupos: pessoas que visitavam o Estado para ir à Serra Gaúcha e gaúchos que chegavam de praias do Nordeste. 

Outro dado, na avaliação de Ritter, foi considerado bom. Dos 55 infectados, 10 estavam vacinados para a Covid-19 – 5 completamente e 5 parcialmente. Todos estavam sintómaticos, mas de maneira leve e são monitorados junto com os outros. “Esse número é bom. A vacina não é para impedir que a pessoa tenha, mas sim proteger e evitar que a doença se agrave”, explicou. 

Testagem na Trensurb detecta um caso positivo de Covid-19

Um caso positivo de Covid-19 foi detectado entre 25 testes rápidos de antígeno realizados nesta terça-feira na ação de controle sanitário na estação Mercado da Trensurb, conforme a SMS. Desde esta segunda-feira, primeiro dia da ação, foram 32 testes feitos, com três positivos identificados. Os três pacientes retornaram às residências em veículos próprios. 

A intenção é abordar pessoas com mais de 37,5ºC – a temperatura corporal é medida por câmeras com sensores térmicos instaladas na estação - ou que apresentem sintomas compatíveis com a Covid-19. Na quarta-feira, o novo horário o monitoramento entra em funcionamento, das 7h às 19h. 

Veja Também


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895