Quase 90 mil se vacinaram contra a gripe no Rio Grande do Sul

Quase 90 mil se vacinaram contra a gripe no Rio Grande do Sul

Seis dias depois da abertura da campanha, 75 mil crianças e 15 mil gestantes se protegeram contra o vírus influenza

Correio do Povo

Movimento da campanha, iniciada no dia 10, representa 10% e 15% de cobertura para crianças e gestantes, respectivamente

publicidade

Quase 75 mil crianças e 15 mil gestantes se vacinaram contra a gripe no Rio Grande do Sul até terça-feira. O movimento da campanha, iniciada no dia 10, representa 10% e 15% de cobertura desses grupos, respectivamente. A meta é chegar ao final, em 31 de maio, com o alcance de 90%.

Entre as crianças com idades entre 6 meses e 2 anos de idade, já foram aplicadas 26 mil doses. Outras 41 mil com idades entre 2 e 5 anos foram imunizadas. Na faixa etária incluída neste ano, menores de 6 anos (5 anos, 11 meses e 29 dias), a campanha já teve cerca de 8 mil vacinados. Os dados são do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações.

Crianças e gestantes foram priorizadas este ano porque foram as que menos se vacinaram em 2018. Os dois grupos impactaram negativamente a cobertura no estado, que fechou em 85% do total da meta - foram vacinadas 67% das crianças e 72% das gestantes.

Na próxima segunda-feira, a campanha se estende aos outros públicos, como pessoas acima dos 60 anos, trabalhadores da saúde, puérperas, doentes crônicos e professores. Durante a campanha, gestantes e crianças poderão atualizar as demais vacinas previstas no calendário básico. Por isso, é importante levar a caderneta de vacinação aos postos para que um profissional da unidade de saúde avalie a situação.

Não há contraindicação em se fazer mais de uma vacina, juntamente, com a da gripe, tanto crianças como em gestantes. No calendário infantil estão previstas 12 vacinas. Às gestantes recomenda-se a aplicação das vacinas contra a hepatite B e a tríplice bacteriana (ou dTpa), que previne contra difteria, tétano e coqueluche.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895