Rio flexibiliza regras e praias voltam a ser liberadas aos finais de semana

Rio flexibiliza regras e praias voltam a ser liberadas aos finais de semana

Pelo novo decreto assinado pelo prefeito Eduardo Paes, bares, lanchonetes, restaurantes e quiosques não têm mais hora para fechar

AE

Boates, casas de shows e rodas de samba, por sua vez, seguem proibidos

publicidade

O prefeito do Rio, Eduardo Paes (DEM), publicou novo decreto nesta sexta-feira, afrouxando as medidas de combate à pandemia do coronavírus. Pelas medidas, bares não têm mais hora para fechar e as praias cariocas estão liberadas inclusive aos finais de semana. O novo decreto já está em vigor e tem validade até o dia 20 de maio. A flexibilização ocorre um dia após o Rio registrar recorde de casos de Covid-19, mas o prefeito assegurou nesta sexta-feira que o contágio, na verdade, estaria em queda.

"Não houve ontem (quinta-feira) um recorde de casos. O que houve na verdade é um registro recorde, mas ele foi distribuído ao longo dos dias que aconteceram. Os números nos mostram uma queda de casos, uma queda, graças a Deus, de número de óbitos, uma queda de números da urgência e emergência", disse.

Com a nova determinação da prefeitura do Rio, praias, parques e cachoeiras estão liberados para o público. Os bares, lanchonetes, restaurantes e quiosques podem atender desde que os clientes fiquem sentados e com distanciamento mínimo de dois metros entre as mesas. Não há mais restrição para horário de funcionamento, mas música ao vivo só está permitida até às 23h. Boates, casas de shows e rodas de samba, por sua vez, seguem proibidos.

 

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895