RS poderá comprar vacinas Sputnik V

Rio Grande do Sul oficializa interesse em comprar vacinas Sputnik V

Compra ocorrerá se imunizante for autorizado pela Anvisa e não for incluído no Plano Nacional de Imunização

Correio do Povo

Governador Eduardo Leite oficializou intenção do RS em adquirir vacina Sputnik V

publicidade

O governador Eduardo Leite assinou um protocolo de intenções para que o Rio Grande do Sul adquira a vacina Sputnik V. O imunizante, produzido originalmente na Rússia, será desenvolvido no Brasil pelo laboratório União Química, cujo presidente, Fernando de Castro Marques, participou de reunião com Leite nesta terça-feira, em São Paulo. 

De acordo com o governador, o Estado iria adquirir as doses no caso de Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovar o seu uso – o que ainda não aconteceu – e a vacina não ser incluída no Plano Nacional de Imunizações. 

“Temos preocupações no ritmo e no fluxo que se derá as liberações para os estados”, comentou Leite, em trecho de vídeo divulgado no Twitter. Nas imagens, ele destaca a capacidade da empresa em produzir as vacinas. “Temos interesse em acessar essas vacinas e, se for o caso, fazer a aquisição diretamente”, complementou. “Embora seja importante marcar que o Ministério da Saúde já manifestou a disposição de adquirir todas das vacinas aprovadas pela Anvisa e fabricadas no Brasil.” 

Atualmente, apenas duas vacinas contra a Covid-19 estão autorizadas para uso no Brasil, a Coronavac, que será produzida pelo Instituto Butantan, e a vacina que será feita na Fiocruz, originalmente desenvolvida em uma parceria entre o laboratório AstraZeneca e a Universidade de Oxford. 

A imunização contra o coronavírus iniciou na semana passada. Desde então, o RS recebeu 511,2 mil doses, tendo aplicado 93.441, conforme dados da Secretaria Estadual da Saúde atualizados na manhã desta terça-feira. 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895