Rio Grande do Sul se aproxima da marca das seis mil mortes por Covid-19

Rio Grande do Sul se aproxima da marca das seis mil mortes por Covid-19

Secretaria Estadual de Saúde teve mais 20 novos óbitos registrados nesta sexta-feira

Correio do Povo

Rio Grande do Sul teve 20 novos óbitos por Covid-19 contabilizados nesta sexta

publicidade

O Rio Grande do Sul se aproxima da marca das seis mil mortes relacionadas à Covid-19. Segundo o boletim da Secretaria Estadual de Saúde (SES), foram contabilizados, nesta sexta-feira, 20 novos óbitos e, com isso, o Estado passa a acumular 5.973 vidas perdidas desde o início da pandemia. 

De acordo com a pasta, entre os óbitos hoje divulgados, um é do mês de julho e outro de setembro, que agora tiveram suas fichas completadas. Os demais são de datas entre os dias 21 de outubro e 5 de novembro. 

Além disso, o boletim teve ainda a exclusão de um óbito atribuído a Porto Lucena, de um homem, de 80 anos, que havia sido divulgado no dia 4 de novembro, após revisão do caso.

Veja Também

A Secretaria ainda registrou nesta sexta 3.072 novos diagnósticos positivos para o coronavírus, totalizando para 257.785, o número de casos confirmados espalhados pelos 497 municípios gaúchos. Destes, 240.929 (93%) já se recuperaram da doença e 10.849 (4%) estão em acompanhamento. 

Porto Alegre teve cinco novas mortes registradas nas últimas 24 horas e soma 1.333 óbitos pela doença

Óbitos reportados pela SES 

Alvorada (mulher, 77 anos)
Capão do Leão (mulher, 80 anos)
Caxias do Sul (homem, 75 anos)
Cidreira (homem, 61 anos)
Coronel Bicaco (homem, 60 anos)
Gramado (homem, 74 anos)
Ijuí (mulher, 88 anos)
Mato Queimado (homem, 78 anos)
Mormaço (mulher, 84 anos)
Osório (mulher, 67 anos)
Porto Alegre (mulher, 70 anos)
Porto Alegre (homem, 59 anos)
Porto Alegre (mulher, 82 anos)
Porto Alegre (homem, 99 anos)
Porto Alegre (mulher, 61 anos)
Quaraí (homem, 82 anos)
Santa Maria (homem, 77 anos)
Santa Maria (mulher, 53 anos)
Sentinela do Sul (homem, 68 anos)
Viamão (mulher, 76 anos)


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895