Rodoviários da Carris decidem parar por tempo indeterminado a partir da próxima segunda-feira

Rodoviários da Carris decidem parar por tempo indeterminado a partir da próxima segunda-feira

Paralisação ocorre por conta dos projetos visando privatizar a companhia e retirar gradualmente os cobradores do transporte coletivo


Everton Calbar / Rádio Guaíba

publicidade

A partir das 3h30min da próxima segunda-feira, as linhas de ônibus da Carris deixarão de circular em Porto Alegre por tempo indeterminado. O motivo da paralisação dos serviços é um protesto dos trabalhadores do Sindicato dos Rodoviários de Porto Alegre (Stetpoa), contrários as propostas, já em tramitação na Câmara Municipal, visando privatizar a companhia e retirar gradualmente os cobradores do transporte coletivo.

Ainda segundo a entidade, o ato vai contar com o apoio de centrais sindicais e vereadores da Capital e região Metropolitana.

No último dia 12, pelos mesmos motivos, os rodoviários realizaram uma “operação tartaruga” nos corredores de ônibus de três das principais vias de acesso ao Centro Histórico: as avenidas Oswaldo Aranha, João Pessoa e Farrapos. Na ocasião, a manifestação ocorreu por volta das 7h30min.

Após, o grupo se deslocou até a frente da sede da prefeitura de Porto Alegre, onde pediu o fim da tramitação do projeto de Lei que busca conceder a Carris à iniciativa privada.

Audiências Públicas

O assunto, inclusive, pautou uma audiência pública na Câmara Municipal, no dia seguinte a manifestação. Na oportunidade, a privatização da companhia gerou discordâncias entre secretários municipais, sindicalistas e representantes de entidades.

Já nessa quinta, foi a vez de ocorrer uma audiência pública no legislativo municipal sobre a extinção dos cobradores. Na ocasião, o encontro foi marcado por reações contrárias às demissões dos servidores que ocupam atualmente esta função.


Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895