RS tem 563 mil pessoas com 2ª dose atrasada

RS tem 563 mil pessoas com 2ª dose atrasada

Maior número são os que tomaram o imunizante da Astrazeneca

Felipe Samuel

Rio Grande do Sul tem mais de meio milhão de pessoas com a 2ª dose do imunizante atrasada

publicidade

Apesar do bom ritmo de vacinação contra a Covid-19, o Rio Grande do Sul tem mais de meio milhão de pessoas com a 2ª dose do imunizante atrasada. De acordo com a Secretaria Estadual da Saúde (SES), até 12 de setembro, 563.990 não haviam completado o esquema vacinal. O maior número de pacientes com a 2ª dose atrasada são os que tomaram o imunizante da Astrazeneca: 351.886.

Entre os que tomaram apenas uma dose da Coronavac, 154.395 estão com esquema vacinal atrasado. Além disso, 57.709 pessoas que receberam a primeira dose do imunizante da Pfizer estão com o calendário de vacinação fora do prazo. Na Capital, 94,5% da população vacinável recebeu a primeira dose. Mesmo assim, conforme a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), 85.626 pessoas estão com o esquema vacinal atrasado: 47.851 da Astrazeneca; 35.505 da Coronavac; e 2.270 da Pfizer.

Veja Também

Diretora de Atenção Primária de Porto Alegre, Caroline Schirmer explica que as mudanças no período de intervalo entre a primeira e a segunda aplicação do imunizante, que passaram de 12 para 10 semanas, podem justificar em parte o atraso da população em busca da 2ª dose da vacina. "Agora a gente mudou, não é mais para dez semanas, a gente coloca (na carteira de vacinação) quem se vacinou até determinada data com a primeira dose", afirma, ressaltando que muitas pessoas não se dão conta de que diminuiu o intervalo entre as doses.

"Pelo sistema, essas pessoas estão com vacinação atrasada, porque a gente está considerando 10 semanas. Para avançar na vacinação, a prefeitura reforçou a busca ativa nos bairros. "A gente está abrindo unidades de saúde à noite para fazer a vacina da 2ª dose das 18h às 21h. Colocamos mais pontos de vacinação junto com o Rolê da Vacina, que é vacinação nos bairros", destaca.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895