São Paulo monitora primeiro caso suspeito de varíola do macaco

São Paulo monitora primeiro caso suspeito de varíola do macaco

Com a nova notificação, sobe para sete o número de casos em investigação no Brasil, segundo o Ministério da Saúde

R7

São sete o número de casos em investigação no Brasil

publicidade

O estado de São Paulo está monitorando o primeiro caso suspeito de varíola do macaco, segundo o Ministério da Saúde. A pasta confirmou, nesta segunda-feira (6), que já são sete o número de casos em investigação no Brasil.  

As suspeitas estão em Santa Catarina (1), Ceará (1), Mato Grosso do Sul (1), Rio Grande do Sul (1), Rondônia (2) e São Paulo (1). Ainda não há nenhum caso confirmado da doença causada pelo vírus monkeypox.

"O Ministério da Saúde está em contato com estados para apoiar no monitoramento e ações de vigilância em saúde", garantiu a pasta por meio de nota.

Surto de varíola do macaco pelo mundo

Há exatamente um mês, o Reino Unido registrava o primeiro caso importado de varíola do macaco de 2022. Tratava-se de um viajante que retornara da Nigéria, onde a doença é endêmica. O que até então era normal em alguns países – casos esporádicos relacionados a viagens – tomou uma proporção nunca antes vista, tornando-se o maior surto da doença fora do continente africano: mais de 30 países já foram atingidos.

Uma semana depois do primeiro caso na Inglaterra, duas pessoas de uma mesma família, sem ligação com o primeiro paciente, também tiveram diagnóstico positivo de varíola do macaco em Londres. Em um mês, a varíola do macaco já foi detectada em mais de 30 países, no maior surto já visto fora da África.

Veja Também


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895