Santa Casa amplia leitos de UTI para Covid-19

Santa Casa amplia leitos de UTI para Covid-19

Apesar de novo fôlego ao sistema de saúde, diretor enfatiza necessidade de cuidados com a higiene para evitar o coronavírus

Por
Felipe Samuel

Com isso, a instituição passa a contar com 100 unidades para pacientes que contraíram o vírus


publicidade

Para reforçar o combate contra o novo coronavírus, a Santa Casa inaugurou ontem mais 17 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivas para o tratamento de Covid-19 em Porto Alegre e 10 em Gravataí, no Hospital Dom João Becker. Com isso, a instituição passa a contar com 100 unidades para pacientes que contraíram o vírus. Os novos leitos foram disponibilizados a partir de convênios firmados com as prefeituras dos municípios.

O diretor médico da Santa Casa, Antonio Nocchi Kalil explica que com o aumento de número de leitos, a instituição conta agora com 90 leitos para pacientes da Covid-19 na Capital, ou seja, 10 a mais do que projetado inicialmente. "Tínhamos prometido que quando chegasse no momento de pico da pandemia iríamos oferecer 80 leitos para a população. Tínhamos combinado isso com a prefeitura. Conseguimos oferecer ainda mais, 90 leitos", destaca, acrescentando que parece haver uma tendência de estabilização de casos.

Kalil reconhece que a ampliação do número de leitos dá maior tranquilidade para a população e até para a prefeitura tomar medidas relacionadas às atividades. De acordo com Kalil, em duas semanas a instituição acrescentou 34 leitos de UTI somente para enfermos do novo coronavírus. Ele reforça, no entanto, o apelo para que a população siga os protocolos de higiene, como lavar as mãos, usar álcool em gel e usar máscara de proteção, além de manter distanciamento social e evitar aglomeração. "Se a gente não tomar esses cuidados não adianta abrir leitos porque vai faltar", observa.


Ele afirma que a população precisa contribuir para impedir a disseminação do vírus. "A gente está fazendo a nossa parte, colocando número muito significativo de leitos à disposição, mas todos têm que fazer sua parte também. A gente sabe que está todo mundo cansado, mas infelizmente a única maneira de frear a progressão dessa pandemia é tomando esses cuidados que eu citei antes. Se não não adianta nada", completa.