Santa Catarina tem ao menos oito pessoas mortas após passagem de ciclone

Santa Catarina tem ao menos oito pessoas mortas após passagem de ciclone

Defesa Civil estadual registrou estragos em 83 cidades em solo catarinense

Correio do Povo

Santa Catarina tem ao menos oito pessoas mortas após passagem de ciclone

publicidade

A passagem do "ciclone bomba" por Santa Catarina deixou ao menos oito pessoas mortas entre essa terça e esta quarta-feira. A informação foi publicada hoje na edição online do site Notícias do Dia. De acordo com a publicação, 83 cidades registraram estragos relacionadas ao vendaval. 

O jornal relatou que entre os mortos estão uma idosa de 78 anos, atingida por uma árvore em Chapecó. Na região de Santo Amaro, um homem morreu após ser atingido por fios de alta tensão. O desabamento de um galpão matou outra pessoa em Tijucas. Outras duas mortes, de acordo com os bombeiros, ocorreram na mesma cidade. 

Em Ilhota, um homem, de 59 anos, foi atingido por um muro. Outra pessoa morreu na cidade de Governador Celso Ramos. O mesmo aconteceu em Rio dos Cedros. Além das fatalidades, a Defesa Civil estadual ainda precisa lidar com desaparecidos. Há pelo menos duas pessoas nesta situação nos municípios de Brusque e Tijucas. 

Regiões afetadas 

As regiões mais afetadas em Santa Catarina são Xanxerê e Chapecó, no Oeste. A Defesa Civil emitiu um alerta ainda de que a tempestade também atingiu as regiões da Grande Florianópolis e Vale do Itajaí. 

Conforme o Notícias do Dia, os estragos obrigaram as Defesa Civis de Xanxerê e Chapecó a atenderem cidades que fica no entorno. Vinte e cinco locais receberam o auxílio do órgão. 


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895