Secretaria oferece suporte a familiares de bombeiros desaparecidos no incêndio da SSP

Secretaria oferece suporte a familiares de bombeiros desaparecidos no incêndio da SSP

Esperanças são mantidas para encontrarem vivos o 1º tenente Deroci de Almeida da Costa, 46 anos, e o 2º sargento Lúcio Ubirajara de Freitas Munhós, 51 anos

Correio do Povo

Buscas são realizadas nos escombros do prédio

publicidade

A Secretaria da Segurança Pública do Estado confirmou à reportagem do Correio do Povo que as famílias dos dois bombeiros desaparecidos desde o dia do incêndio e desabamento da sede da SSP, em Porto Alegre, permanecem com todo o suporte, inclusive psicológico. 

Além delas, amigos e colegas de farda acompanham com esperança as buscas nos escombros para localizar o 1º tenente Deroci de Almeida da Costa, 46 anos, que estava como oficial de serviço, e o 2º sargento Lúcio Ubirajara de Freitas Munhós, 51 anos, que encontrava-se de folga e voluntariou-se para ajudar no combate ao fogo.

O tenente Almeida tem 22 anos de corporação, casado e pai de dois filhos, sendo natural de Rio Grande. Já o sargento Munhós possui 31 anos de atividade, casado com uma filha, natural de Lavras do Sul.

A Associação de Bombeiros do Estado do Rio Grande do Sul (Abergs) também presta apoio aos familiares. Na quinta-feira, o coordenador adjunto da Abergs, Ubirajara Pereira Ramos, recordou que os dois bombeiros militares são “profissionais extremamente qualificados e dedicados, com muita experiência”.

“São duas pessoas extraordinárias, sempre de bem com a vida, sempre brincando, apoiando, ambos com famílias, esposas e filhos…São muitos amigos e parceiros”, disse na ocasião ao Correio do Povo. Ele salientou que todo apoio da entidade está sendo dado aos familiares. “Esperamos que exista a possibilidade de estarem com vida”, frisou.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895