Segunda dose da Coronovac volta a ser aplicada em Porto Alegre para maiores de 72 anos

Segunda dose da Coronovac volta a ser aplicada em Porto Alegre para maiores de 72 anos

Movimento foi tranquilo nas unidades de saúde visitados pela reportagem do Correio do Povo

Taís Teixeira

Porto Alegre voltou a vacinar pessoas com mais de 74 anos com a vacina Coronavac

publicidade

Doze unidades de saúde receberam pessoas com idade a partir de 72 anos para a segunda dose da Coronavac nesta quarta-feira, em Porto Alegre.  Até às 9h da manhã, 19 idosos foram imunizados na unidade de saúde Camaquã, número que demonstrou a ocorrência de um movimento tranquilo.

A aposentada de 72 anos, Nara Perez Gaya, recebeu a segunda dose, que estava vencida desde 16 de abril. Por isso, a sensação de ser vacinada não foi somente de alívio. “ Uma mistura de desilusão porque não sei se a eficiência não foi comprometida”, lamenta.

A idosa acrescenta que já tinha tentado se vacinar quatro vezes, mas não conseguia porque não tinha a idade definida. “Eu penso que a vacinação deveria priorizar quem está com o prazo vencido há mais tempo e não pela idade”, avalia. 

O mesmo aconteceu com a aposentada de 70 anos, Lourdes Santos da Silva, que tentou, pela segunda vez, receber a última dose da Coronavac, mas não obteve êxito. “Eu não sei se vou voltar, é difícil para eu vir, tenho problema de visão”, comenta.

Na unidade de saúde Modelo, o movimento era bem tranquilo. A aposentada de 74 anos, Aldenira Vargas, foi tomar a segunda dose, mas no sistema constava que já tinha recebido a aplicação. Ao apresentar a carteira de imunização, conseguiu esclarecer que somente recebeu a primeira dose. “ Agora estou tranquila”, disse.

O gerente da subprefeitura do Centro de Porto Alegre, Bernardo Elias, ressalta que é muito importante levar a carteira de imunização para tomar a segunda dose. Elias enfatiza que, às vezes, o sistema pode indicar que a segunda dose foi efetivada e que a carteira esclarece essa dúvida. “ Se ainda houver divergências, recorremos ao boletim diário do local para evitar erros”, destaca.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895