SindBancários entra com pedido para agências não abrirem na quinta-feira
capa

SindBancários entra com pedido para agências não abrirem na quinta-feira

Objetivo é evitar a abertura dos locais no dia de paralisação das entidades de segurança pública

Por
Correio do Povo

SindBancários quer que Justiça determine o fechamento das agências na quinta-feira

publicidade

O Sindicato dos Bancários do Rio Grande do Sul (SindBancários) ajuizou nesta terça-feira ação judicial que pede o fechamento das agências na quinta-feira devido a paralisação dos órgãos de segurança. De acordo com os organizadores, o protesto foi marcado contra a “política de desmonte dos serviços públicos” colocada em ação governo José Ivo Sartori (PMDB) e considerou que a “situação é insustentável”, segundo os servidores.

Entidades de Segurança orientam gaúchos a não saírem de casa na quinta
Sindicatos e EPTC garantem serviços e comércio na quinta
Leia mais sobre a Crise no RS


A ação em caráter de urgência, um pedido de tutela antecipada junto a 5ª Vara da Justiça do Trabalho de Porto Alegre, terá audiência nesta quarta-feira, às 14h. Em 2015, o sindicato obteve duas liminares parecidas após a Brigada Militar, através da Associação Beneficente Antônio Mendes Filho (ABAMF), anunciar aquartelamento e não garantir policiamento ostensivo por conta do parcelamento de salários e de corte de verbas para pagamento de horas extras.

“O governo Sartori repete o erro de brincar com a vida dos gaúchos e dos bancários. Parcela salários do funcionalismo, corta verbas na segurança e expõe os trabalhadores ao risco de assaltos. No ano passado, foram batidos todos os recordes de violência. Este ano, estamos muito preocupados que, mesmo sem aquartelamentos, o volume de ataques a bancos se manteve muito alto”, avaliou o presidente do SindBancários, Everton Gimenis.