Sobe para 2,6 mil o número de pessoas prejudicadas pelas chuvas no Rio Grande do Sul

Sobe para 2,6 mil o número de pessoas prejudicadas pelas chuvas no Rio Grande do Sul

Número de municípios que registram pessoas afetadas aumentou para sete nesta terça-feira

Correio do Povo

No sábado, a água do rio Ibirapuitã chegou a registrar 12 metros acima da normalidade

publicidade

Sete cidades gaúchas da região Oeste contabilizaram pessoas afetadas pelas chuvas nesta terça-feira. Segundo o último boletim divulgado pela Defesa Civil, os municípios de Quaraí, Alegrete, Dom Pedrito, São Gabriel, Lavras do Sul, Lajeado e Taquari registram, juntos, 327 desabrigados, 2.305 desalojados e 1 morte em decorrência das chuvas. A vítima de Quaraí morreu em 25 de abril por uma descarga elétrica. Os municípios citados sofreram inundações, com exceção de Quaraí, que reportou ventos fortes e enchurrada. 

A situação mais crítica, de acordo com os dados estaduais, segue sendo em Alegrete, que reúne 2.100 desalojados e 220 desabrigados. No sábado, a água do rio Ibirapuitã, que cruza o município, chegou a registrar 12 metros acima da normalidade.

Já em São Gabriel, 136 gaúchos estão desalojados. Ao menos 900 casas foram atingidas pela elevação do nível do Rio Vacacaí, que estava marcando 6.50 acima do nível normal. Lajeado também reportou 138 pessoas atingidas, sendo 62 desalojados e 76 desabrigados. Em Dom Pedrito, casas foram atingidas pela elevação do nível do Rio Santa Maria.

Veja Também

O transbordamento do Arroio Floriano também causou problemas no trânsito. De acordo com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), desde o início da manhã desta terça a BR 470 está interditada na altura do km 107, entre Barretos e André da Rocha. O bloqueio deve-se ao transbordamento do arroio Floriano sobre a pista em decorrência do excesso de chuvas. 


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895