Tá na Mesa: reunião ressalta investimentos de empresas no Rio Grande do Sul

Tá na Mesa: reunião ressalta investimentos de empresas no Rio Grande do Sul

PIB do Estado cresceu mais de 10% no ano passado

Felipe Faleiro

publicidade

A Federação de Entidades Empresariais do Rio Grande do Sul (Federasul) realizou, nesta quarta-feira, mais uma edição de sua tradicional reunião-almoço Tá na Mesa, na sede do Palácio do Comércio, em Porto Alegre. Os palestrantes do evento foram o secretário de Desenvolvimento Econômico do Rio Grande do Sul, Edson Brum, a diretora de Operações do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Leany Lemos, o diretor do Negócio de Suínos da Seara/JBS, Fábio Soares, e o CEO do Grupo Cobra, Jaime Llopis.

Durante a reunião, os convidados ressaltaram os investimentos realizados no RS, cujo PIB cresceu mais de 10% no ano passado. “O próprio empresário está nos auxiliando com sua coragem e capacidade de investir e ampliar seus negócios no Estado. O Rio Grande do Sul registrou o dobro do PIB nacional muito pelas ações que o governo fez, mas igualmente pelo conjunto. Temos a melhor mão de obra do Brasil, além de empresários capazes”, afirmou Brum, ressaltando, ainda, em sua apresentação durante o evento, os processos de desburocratização e o Fundopem, que já teve 16 projetos aprovados, R$ 79 milhões em investimentos e 540 empregos gerados.

A diretora Leany classificou como fundamental a participação do banco, assim como das empresas que trouxeram seus cases de investimentos. “Tivemos uma performance muito diferenciada no ano passado, o segundo melhor resultado da história do BRDE. É importante falarmos do passado, mas também do que podemos oferecer. Neste momento de retomada, estamos cooperando muito e abrindo novas frentes de turismo, energia, sustentabilidade e responsabilidade social. Esta é a nova pegada do banco”, afirmou ela.

O Estado é, portanto, fundamental para o crescimento e manutenção sustentáveis da marca. “O RS tem um agronegócio muito desenvolvido, e este é um momento muito bom para a agroindústria. Fazemos parte dela e acreditamos muito neste negócio”, disse ele, ressaltando que a empresa tem, entre seus projetos mais recentes, a ampliação da planta produtiva em Seberi. As ampliações, segundo ele, deverão gerar mais 2,8 mil empregos, aumentando para cerca de 20 mil o número de colaboradores da JBS no Estado.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895