TCU cria comissão para apurar caso de auditor autor de relatório

TCU cria comissão para apurar caso de auditor autor de relatório

Alexandre Figueiredo Costa Silva Marques teria elaborado texto que superdimensionava o número de mortes por Covid-19 no país

R7

Presidente do TCU pediu, ainda, que a Polícia Federal (PF) apure o caso

publicidade

A presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), ministra Ana Arraes, criou na última sexta-feira uma comissão para apurar o caso envolvendo Alexandre Figueiredo Costa Silva Marques, auditor apontado como autor de um texto que questiona o número de mortes por Covid-19 no país.

A comissão é composta pelos auditores federais de controle externo Márcio André Santos de Albuquerque, Frederico Julio Goepfert Junior e Pedro Ricardo Apolinario de Oliveira. O grupo tem 60 dias para apurar as possíveis irregularidades.

O relatório feito pelo auditor do TCU foi citado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para apoiadores em Brasília. Na ocasião, o titular do Executivo afirmou que o documento apontava que 50% das mortes por Covid-19 não ocorreram pela contaminação da doença. Depois, o órgão desmentiu Bolsonaro, que reconheceu o erro no dia seguinte.

A Corte reafirma que as questões veiculadas no documento não encontram respaldo em nenhuma fiscalização do TCU. O arquivo sobre as mortes por Covid-19 refere-se a uma análise pessoal de um servidor e não consta de quaisquer processos oficiais do órgão.

Depois da polêmica, Marques foi afastado do grupo de auditores responsáveis pela fiscalização de gastos relativos a ações de enfrentamento à Covid-19. A presidente do TCU pediu, ainda, que a Polícia Federal (PF) apure o caso.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895