Temporais no Rio de Janeiro interditam vias importantes em encostas de morro

Temporais no Rio de Janeiro interditam vias importantes em encostas de morro

Trechos com bolsões d'água atrapalham quem transita pela capital carioca

R7

Grande quantidade de água e galhos de árvore bloqueiam a avenidas

publicidade

O forte temporal que atinge o Rio de Janeiro nesta segunda e terça-feira fez com que a prefeitura interditasse importantes vias da cidade, que ficam em regiões de encostas ou morros. A principal avenida do Alto da Boa Vista, a autoestrada Grajaú-Jacarepaguá, ambas entre as zonas Norte e Oeste, e a avenida Niemeyer, na região Sul, foram fechadas e dificultam o trânsito na cidade.

Com diversas vias bloqueadas, moradores de bairros como Barra da Tijuca e Jacarepaguá, na zona oeste do Rio, têm só a Linha Amarela como alternativa para chegar ao centro da cidade. Entretanto, grandes bolsões d’água na avenida Brasil, que via liga a região central às zonas norte e oeste, impedem que o trânsito flua para quem opte pela Linha Amarela. Mergulhões como o da avenida Armando Lombardi, ainda na Barra da Tijuca, e Billy Blanco, no Recreio dos Bandeirantes, ambos na zona oeste, também estão fechados pelo acúmulo de água.

Em coletiva, o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, disse que a expectativa é de que o trânsito melhore até o final da manhã esta terça-feira. “Esperamos que nas próximas três ou quatro horas nós possamos solucionar todos os bolsões, alagamentos e liberar todo o trânsito na zona Sul. Aqueles que puderem usar transporte coletivo, por favor, façam isso. Quanto menos carros na rua, melhor para todos nós”, afirmou Crivella.

O sistema BRT apresenta irregularidades no intervalo dos ônibus. O trecho entre as estações Santa Cruz e Pingo D’Água, no corredor Transoeste, está temporariamente interrompido. Os trens intermunicipais também enfrentam dificuldades em relação aos horários. As linhas 1, 2 e 4 do metrô operam normalmente. De acordo com a Prefeitura do Rio de Janeiro, 5 mil agentes estão trabalhando para desobstruir bueiros, retomar a energia elétrica na cidade e auxiliar o trânsito em toda capital. A cidade continua em estágio de crise, o terceiro em uma escala com três níveis.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895