TJRS lança Prêmio Themis de Jornalismo Judiciário, com sete categorias

TJRS lança Prêmio Themis de Jornalismo Judiciário, com sete categorias

Premiação vai destacar atuação da Justiça através das melhores produções jornalísticas

Correio do Povo

Evento ocorreu na Galeria dos ex-presidentes do TJRS

publicidade

Durante solenidade ocorrida na manhã desta sexta-feira, na galeria de Ex-Presidentes do Tribunal de Justiça, foi lançada a 1ª edição do Prêmio Themis de Jornalismo do Judiciário. A premiação pretende valorizar a atuação da Justiça do Rio Grande do Sul em favor da sociedade e da democracia, por intermédio de  produções jornalísticas que enfatizem as boas práticas do Judiciário.

Serão destacados os  melhores conteúdos, publicados em veículos de comunicação online ou offline e em mídias acadêmicas, de acordo com 7 categorias temáticas relacionadas às  diversas áreas de atuação do Poder Judiciário Estadual.  As categorias são as seguintes: Cotidiano jurisdicional,   Proteção ao cidadão e inclusão social, Judiciário Solidário,   Inovação na gestão pública judiciária,   Categoria Especial ,  Imagem e  Universitária.

As inscrições para o Prêmio estão previstas para o mês de setembro, em data a ser divulgada, e a entrega das premiações neste ano ocorrerá em 22 de novembro, contando com a parceria da Associação Gaúcha das Emissoras de Rádio e Televisão (AGERT), Associação Riograndense  de Imprensa (ARI), e da  Associação dos Repórteres Fotográficos e Cinematográficos (ARFOC), e com o apoio do portal Coletiva.Net.

Durante a cerimônia, o Presidente do TJRS, desembargador Voltaire de Lima Moraes, afirmou que o lançamento simboliza um momento histórico para o Judiciário Gaúcho, buscando uma aproximação com a sociedade através da mídia.  “Queremos enfatizar a importância do papel do nosso Judiciário  no contexto geral , através desta aproximação com os jornalistas, repórteres fotográficos e estudantes de jornalismo.” Em seu pronunciamento, ele disse que “a liberdade de imprensa é uma pedra fundamental e superior no Estado Democrático de Direito e  sem ela nenhuma sociedade livre pode avançar de maneira significativa”.

Ele explicou que a data da entrega do Premio, 22 de novembro, é alusiva à data da morte de Libero Badaró, médico e jornalista, ocorrida em 1830, que  virou marco para a criação do Dia do Jornalista do Brasil.

O Presidente do Conselho de Comunicação Social do TJRS, Desembargador Antonio Vinicius Amaro da Silveira,  afirmou que o Prêmio torna  viável um projeto da atual administração, que pretende aproximar o Judiciário da sua sociedade, desmistificando  esta relação para que a cidadania conheça cada vez mais o trabalho desenvolvido pela Justiça.  “Será a busca de uma efetiva aproximação com a sociedade, valorizando também os profissionais da imprensa, para que juntos possamos chegar ao público da melhor forma possível, através das produções jornalísticas”.

O Presidente da AGERT, Roberto Cervo Melão, por sua vez, lembrou que o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul é reconhecido em todo o Brasil pela sua eficiência, acrescentando que a parceria com o Judiciário também  será muito importante para a radiodifusão gaúcha. “Queremos parabenizar a Justiça gaúcha por esta iniciativa que irá auxiliar na divulgação das realizações do TJ junto aos mais distantes rincões do Estado”, disse ele, acrescentando que “a sociedade também quer muito esta maior aproximação com a Justiça”.

O Presidente da ARI, José  Nunes, em seu pronunciamento, afirmou que o Prêmio terá grande importância para o jornalismo gaúcho que vai demonstrar ainda mais o trabalho desenvolvido pelo Judiciário. “A ARI está muito feliz pela parceria e temos certeza de que o Prêmio será um grande sucesso”. O Presidente da ARFOC, Rodrigo Ziebell, também ficou muito satisfeito com a parceria firmada e disse que o momento é muito propício para um Prêmio de tamanho reconhecimento. “A imprensa tem que ter a liberdade de trabalhar, de maneira tranquila, para  mostrar a realidade  existente, lutando pela verdadeira democracia”, disse ele. Já a Publisher Márcia Christofoli, do portal Coletiva.Net, em seu pronunciamento, afirmou que iniciativas sérias como esta merecem chegar ao maior número de interessados do nosso mercado”, elogiando também o fato do Prêmio abranger estudantes de jornalismo.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895