Trabalhadores e sindicalistas participam de ato em frente à Refap
capa

Trabalhadores e sindicalistas participam de ato em frente à Refap

Concentração começou na madrugada na refinaria, localizada em Esteio

Por
Henrique Massaro

Manifestantes e trabalhadores concentraram-se em frente à Refap

publicidade

Trabalhadores e sindicalistas realizaram protesto, nesta sexta-feira, em frente à Refinaria Alberto Pasqualini, entre Esteio e Canoas, região Metropolitana em Porto Alegre. A manifestação começou por volta das 4h, dentro das ações da greve geral. A Brigada Militar, que havia chegado antes, conversou com os manifestantes para que não houvesse o bloqueio da entrada e saída, assim como interrupção no trânsito. 

No início da manhã foi grande a movimentação de funcionários, com a chegada de micro-ônibus e carros particulares. Agentes seguem fazendo o monitoramento na rótula em frente à refinaria. Segundo o comandante do 15 Batalhão de Polícia Militar (BPM), major Jorge Dirceu Filho, a atuação foi de maneira preventiva. "Mantivemos o direito à manifestação, e o respeito ao direito de quem quer trabalhar", ressaltou. 

O diretor administrativo da Sindipetro, Dary Beck Filho, disse que a mobilização mais intensa foi no início da manhã, com a chegada dos funcionários. "Uma boa parcela parou para conversar. Sabemos do risco que muitos sentem", afirmou.  A concentração deverá seguir até umas 10h.