TRE/RS leva a Central de Atendimento Externo ao Acampamento Farroupilha
capa

TRE/RS leva a Central de Atendimento Externo ao Acampamento Farroupilha

Cadastramento biométrico e confecção do título eleitoral são alguns dos serviços que o Tribunal levará ao Parque Harmonia até 20 de setembro

Por
Franceli Stefani

Desembargadora Marilene Bonzanini visitou o Piquete da Record no Parque da Harmonia

publicidade

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE/RS) está com um piquete preparado para atender eleitores de todo o Estado, no Parque da Harmonia, em Porto Alegre, até o dia 20 de setembro. É a Central de Atendimento Externo (CAE). Entre os serviços ofertados, está o cadastramento biométrico, confecção do título eleitoral, revisão de biometria e também a realização de agendamentos.

Durante visita ao Piquete do Grupo Record RS, a presidente do TRE, Marilene Bonzanini, disse que o tribunal está no acampamento para divulgar que a Justiça Eleitoral e prestar um serviço à população. “Estamos com nosso Piquete junto ao Piquete Fazendinha, que faz um trabalho social importante, para receber os eleitores gaúchos”, convidou. Ela contou que o projeto-piloto recebe todos aqueles, independente da cidade em que residem, que não fizeram a sua revisão do título.

“Esses poderão fazer aqui no evento, aproveitando os festejos farroupilhas.” Para os atendimentos é necessário ter em mãos o documento de identidade e comprovante de endereço, segundo a presidente ambos podem ser digitais.

A expectativa é de atrair o público. “Atenderemos diariamente das 11h às 18h. Inclusive, aos fins de semana. Nossa Escola Judicial Eleitoral estará no local para atender crianças, adolescentes e passar noções do trabalho feito por nós, assim como a importância do voto e esclarecer dúvidas do sistema eleitoral.” Ela revelou que muitos municípios estão em revisão do eleitorado. Todos aqueles que não fizerem o procedimento terão os títulos cancelados.

Em Porto Alegre, por exemplo, há uma baixa procura pela atualização. Menos de 30% do eleitorado foi revisado. A presidente alerta que o cartório fecha para regularização no início de maio e abre só no fim do ano, devido ao pleito eleitoral.

“Muitos não poderão nem votar devido à irregularidade. A orientação é que não deixem para última hora. Nosso intuito é chamar atenção, que procurem o nosso piquete ou façam agendamentos pela internet ou procurem os cartórios eleitorais de suas cidades.” Agendamentos para atendimento podem ser feitos pelo site do TRE/RS.