Trilhos de 154 anos são descobertos enterrados no Centro Histórico de Porto Alegre

Trilhos de 154 anos são descobertos enterrados no Centro Histórico de Porto Alegre

Eles eram usados por uma vagoneta do Exército Brasileiro que abastecia os navios que partiam para a Guerra do Paraguai

Correio do Povo

Uma amostra será exposta no Museu Militar do Comando Militar do Sul

publicidade

Um achado histórico aconteceu na manhã deste sábado no Centro Histórico de Porto Alegre. Durante um serviço de rotina na rua Sete de Setembro, uma equipe do Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae) encontrou ao acaso uma relíquia sob a terra, nos fundos do Museu do Comando Militar do Sul.

Tratam-se dos trilhos de uma vagoneta utilizada pelo Exército Brasileiro para abastecer de insumos, como armas, munições, fardamentos e equipamentos, os navios que partiam das águas do Guaíba para a Guerra do Paraguai. A vagoneta saía do prédio construído a partir de 1864 como extensão do Arsenal de Guerra,  abrigando agora o próprio museu militar.

Fabricadas em 1867, os trilhos têm 154 anos de idade. Uma amostra de cerca de dois metros foi cortada. Após receber os devidos cuidados, a peça substituirá a réplica exposta no Museu do Comando Militar do Sul. 

“É uma descoberta fantástica para a pesquisa e o estudo histórico”,  declarou o diretor do Museu do Comando Militar do Sul, coronel Ílio Araújo de Oliveira Júnior. Ele observou inclusive a presença de areia junto dos trilhos enterrados, confirmando a pesquisa da própria instituição sobre a existência de um aterro na área onde chegavam as águas do Guaíba no local.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895