UFSM vai pesquisar os impactos da pandemia na saúde mental de profissionais de Enfermagem

UFSM vai pesquisar os impactos da pandemia na saúde mental de profissionais de Enfermagem

Estudo terá início em agosto, com previsão de finalização para dezembro deste ano

Por
Renato Oliveira

Pesquisa será feita com profissionais de sete hospitais de referência do Rio Grande do Sul.


publicidade

A Universidade Federal de Santa Maria (Ufsm) divulgou, nesta quarta-feira, que irá realizar uma pesquisa para diagnosticar os impactos da pandemia do novo coronavírus na saúde mental de enfermeiros, técnicos e auxiliares de Enfermagem de sete hospitais de referência do Rio Grande do Sul. 

Intitulado como “Saúde mental e percepção de riscos e danos de profissionais de Enfermagem de hospitais de referência do Rio Grande do Sul no enfrentamento da pandemia Covid-19: estudo de métodos mistos”, o projeto inicia em agosto, com previsão de finalização para dezembro deste ano. O questionário será disponibilizado por um link e encaminhado por e-mail institucional aos trabalhadores.

A pesquisa será coordenada pela docente da UFSM-PM, Alexa Coelho. “Nós sabemos que os profissionais de Enfermagem têm desempenhado um trabalho heroico no enfrentamento dessa doença, no entanto, eles pagam um preço caro pelo seu trabalho", disse. 

Segundo ela, os profissionais trabalham sob pressão, enfrentam riscos, adversidades e desconfortos somados à responsabilidade sobre a vida de pessoas gravemente enfermas. "Com este estudo, queremos dar voz ao trabalhador de enfermagem e melhorar a visibilidade da luta desses profissionais frente à sociedade”, afirmou a professora.


O estudo será feito em parceria com mais três instituições: Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), Universidade Federal do Pampa (Unipampa) e Universidade Federal de Pelotas (Ufpel).