Unicamp suspende aulas até o fim de março devido ao coronavírus

Unicamp suspende aulas até o fim de março devido ao coronavírus

Insper congelou calendário escolar por dois dias para evitar aglomeração de pessoas

R7

Insper congelou calendário escolar por dois dias para evitar aglomeração de pessoas

publicidade

A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) anunciou, na manhã desta quinta-feira, que todas as atividades da instituição estão suspensas até o dia 29 de março devido a pandemia de coronavírus. Em comunicado, a universidade pede que "cada órgão da Administração Central deverá definir e submeter seu plano de contingência ao comitê de crise ainda nesta quinta-feira. A Área da Saúde divulgará comunicado específico sobre quais atividades serão suspensas e quais serão mantidas no período. Todas as viagens de docentes e funcionários da Unicamp estão suspensas, bem como o recebimento de visitantes."

O Insper também suspendeu as atividades nesta quinta-feira e sexta-feira também por causa da Covid-19. A instituição informa "adotou uma série de medidas preventivas, como a postergação de eventos acima de 150 pessoas, o cancelamento de viagens de avião de professores e colaboradores, suspensão das aulas de Graduação nesta quinta e sexta-feira, e a disponibilização de álcool em gel em diversos pontos da escola."

Mesmo com casos confimados, a USP (Universidade de São Paulo) e PUC (Pontifícia Universidade Católica) não devem suspender as atividades. Em comunicado, a USP informa que "manterá suas aulas e demais atividades enquanto aguarda a manifestação da Superintendência de Saúde da USP e o Centro de Gestão do Coronavírus no Estado de São Paulo, que vão estabelecer os protocolos necessários à segurança de todos." E a PUC também informa que está "em contato sistemático com a Vigilância Sanitária." Unesp (Universidade Estadual Paulista) e Universidade Presbiteriana Mackenzie seguem o calendário de aulas. 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895