UTIs de Porto Alegre têm alta nas internações no fim de semana

UTIs de Porto Alegre têm alta nas internações no fim de semana

Taxa de ocupação segue estável, ao redor dos 87%

Felipe Samuel

Aumento de leis tem mantido demanda sob controle

publicidade

Com 315 pacientes confirmados para o novo coronavírus em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) em hospitais de Porto Alegre, a semana se inicia com alta de 5% das internações em relação a sexta-feira, quando havia 300 casos confirmados nas UTIs. Outros 22 pacientes internados são suspeitos de contrair o vírus. Apesar do aumento de casos de Covid-19, a taxa geral de ocupação - que envolve outras doenças - se manteve estável e atingiu 87,67%, com 725 leitos ocupados de um total de 841.

Os hospitais Moinhos de Vento e São Lucas operavam com capacidade máxima. Mãe de Deus (96,67%), Nossa Senhora da Conceição (92%), Vila Nova e Restinga (90%), também apresentam taxas elevadas. Dos 69 leitos ocupados no Nossa Senhora da Conceição, 40 eram por pacientes confirmados (40) de Covid-19. Na avaliação do diretor técnico do GHC, Francisco Paz, as variações do número de internações durante período curto não permitem avaliações definitivas.

Segundo Paz, para consolidar um cenário de crescimento expressivo é preciso observar o comportamento das internações nos próximos dias. "São variações pequenas, ainda é cedo. É necessário esperar mais uma semana para definir se está havendo aumento", afirma. Paz destaca que o hospital já iniciou a liberação de alguns setores e deu os primeiros passos rumo à retomada da normalidade no atendimento. A expectativa é de que a prevalência da doença diminua.


Mesmo assim, ele reforça as recomendações da autoridades de saúde. "As pessoas devem evitar aglomeração, usar máscaras de proteção e manter etiquetas respiratórias para impedir a contaminação", alerta.
 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895