Vacinação é ampliada para pessoas a partir de 50 anos com comorbidades em Porto Alegre

Vacinação é ampliada para pessoas a partir de 50 anos com comorbidades em Porto Alegre

Imunização da segunda dose da Coronavac/Butatan segue suspensa por falta de doses

Correio do Povo / Rádio Guaíba

Atendimento ocorre das 8h às 17h, em 34 unidades de saúde

publicidade

A prefeitura de Porto Alegre abre, a partir desta quinta-feira, a vacinação da primeira dose contra Covid-19 para pessoas com doenças crônicas e comorbidades com 50 anos ou mais, previstas na fase 1 do Plano Nacional de Vacinação. O atendimento ocorre das 8h às 17h, em 34 unidades de saúde. Já a vacinação da segunda dose da Coronavac/Butatan segue suspensa, por tempo indeterminado, até a chegada de nova remessa.

É necessário apresentar documento de identidade com CPF e comprovante de residência em Porto Alegre, além da documentação relativa a cada comorbidade. As vacinas oferecidas para primeira dose são da AstraZeneca/Fiocruz e da Pfizer.

Nesta quarta-feira, a procura pela segunda dose da Coronavac/Butatanse manteve intensa, provocou filas e gerou revolta.

No drive-thru da PUCRS e nas três unidades de saúde, foram aplicadas 7.774 doses em idosos acima de 60 anos, profissionais de saúde e de apoio em atraso para completar a imunização.

A Unidade de Saúde IAPI registrou a maior procura, com 2.354 doses aplicadas, seguida da Unidade de Saúde Santa Marta, com 2.330, Unidade de Saúde Camaquã, com 1.703 doses, e do drive da PUCRS, com 1.387 aplicações.

Pessoas com 50 ou mais com as seguintes comorbidades que podem se vacinar:

– Diabetes
– Pneumopatias crônicas graves (ex.: asma)
– Hipertensão arterial *
– Doenças cardiovasculares (ex.: insuficiência cardíaca, hipertensão pulmonar, síndromes coronarianas, arritmias cardíacas, cardiopatias congênitas, dispositivos cardíacos implantados)
– Doença cerebrovascular (ex.: AVC)
– Doença renal crônica
– Imunossuprimidos (ex.: transplantados, pessoas com HIV, pacientes oncológicos)
– Hemoglobinopatias graves
– Obesidade mórbida
– Cirrose Hepática

Continua a aplicação da primeira dose nos grupos anteriores:

– Pessoas com síndrome de down maiores de 18 anos
– Gestantes e puérperas (que passaram há menos de 45 dias pelo parto) com alguma comorbidade, maiores de 18 anos
– Pessoas com deficiência permanente cadastradas no programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC) de 50 a 59 anos
– Pessoas vivendo com HIV entre 50 e 59 anos
– Público em geral com 60 anos ou mais

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895